.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Os saldos

. O dia de Carnaval

. Fim de semana de Carnaval

. O nosso fim de semana de ...

. O dia depois do Natal

. Mais uma convulsão febril

. Deixar a chucha

. Tou doente... :(

. O Dinis tá melhor

. Dinis doente :(

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 9 de Agosto de 2008

Convulsão e hospital de novo

Os chineses dizerm que o nº 8 dá sorte e por isso 8/8/2008 pelas 8h 8m seria uma altura mágica e de muita sorte. Mas para mim, ficará sempre na memória como um dia bem negro na minha vida.

 

Tudo começo no dia anterior, quando fui buscar o meu filho a casa dos meus sogros. Notei que estava um pouco mais mole que o habitual, a pedir para dormir, apesar de ter dormido uma boa sesta. Quanto cheguei a casa vi-lhe a febre e tinha 37,6º, portanto mais quente que o habitual e dei-lhe Ben-u-ron. Dormiu até às 4 da manhã, altura em que me chamou, dizendo que queria fazer xi-xi. Quando o levantei, deitou sangue pelo nariz. Situação já habitual nele, mesmo depois da veia queimada no Hospital da Estefânia. Não foi nada de especial nem em grandes quantidades, por isso controlei a hemorregia, peguei-lhe ao colo e depois de o adormecer, fiquei mais um pouco junto dele. O meu coração de mãe não estava sossegado e ainda bem que assim foi.

 

5 minutos depois abriu os olhos com um ar alucinado e começou a revirar os olhos. Chamei por ele, abanei-o, bati palmas, gritei-lhe aos ouvidos, acendi a luz do quarto, apontei-lhe uma lanterna aos olhos e nada!!! Fiquei em pânico e gritei ao meu marido que tinhamos de ir para o hospital com o menino. Enquanto eu me vestia o pai estava com ele ao colo e tentava que reagisse. Mas nada! Quando veio para o meu colo, para o pai o vestir, notei que ficava mais descontraido, pois os braços e as pernas ficaram rigidos. Perguntei-lhe o nome dele e o meu e ele respondeu correctamente. Mas depois começou a balbuciar coisas sem nexo tipo "gá gá gá" ou "nhã nhã nhã".

 

Fomos para o carro e ele começou a falar melhor mas coisas sem sentido, como "Mão liga o video" ou "vai buscar a bola debaixo da cama". Quando paramos o carro à porta das Urgência do hospital, ele vomitou sangue! Pareciamos sem duvida 2 loucos a correr como menino aos colo pela porta dentro, nem sei se fechamos o carro...

 

Entramos logo e foi visto por uma médica. Chorava sem parar, até que se acalmou comigo a falar com ele e adormeceu.

 

Tinha de fazer análises e raio x ao torax, por causa do sangue que vomitou e ficar em vigilância pelo menos 12 horas.

 

Acordou com a picada para lhe colocarem o cateter e tiveram de o picar 3 vezes, pois a agulha entortava sempre. Fez o raio x e achou piada a tirarem-lhe uma foto com luzes.

 

Tinha 37,8º de febre quando começou a sangrar pelo nariz e o pai deu-lhe Brufen. Quando foi à triagem tinha 37,9º, quando foi visto pela médica já tinha 38,8º...

 

À 1º vista, o vómito de sangue (horrivel, preto, meio digerido e com um cheiro horrivel) devia ser o sangue que tele tinha engolido em vez de explir pelo nariz. mas para despistar algo mais, fez o raio x ao torax.

 

Fomos para o SO por volta das 7 e meia da manhã e foi ai que o meu menino foi vencido pelo cansaço e adormeceu. A enfermeira disse-me para eu me sentar numa cadeira reclinável e descansar um pouco. Acham que consegui? Não despregava os olhos do meu menino, com medo que alguma convulsão voltasse.

 

Tudo me passava pela cabeça, o que seria, se ele iraia ficar bom, se ira ter porblemas mais tarde... As forças que tinha ido buscar sabe-se lá onde estavam por um fio e sentia-me completamente desesperada. Afinal pedi o meu pai no hospital e a minha mãe também...

 

Tinha de estar só eu com o menino, por isso o meu marido foi embora e apesar de ele me ter telefonado várias vezes a perguntar que eu queria que ele me substituisse, eu não podia deixar o meu menino. Nunca mais o vou fazer com ninguém que ele ao hospital. A minha mãe ficou lá e nunca mais a vi com vida, se eu soubesse...

 

O raio x apresentava uns pulmões limpos, a análises de urina estava boa. Só as de sangue apresentavam um infecção, apesar de ser ligueira, sendo que tal indicava que não devia ser meningite nem encefalite, mas tinhamos de ver como a situação ia evoluir e podia vir a ser necessário fazer uma punção para despistar essas doenças.

 

A meio da manhã fomos ao otorrino, que mal lhe mexeu no nariz, desencadeou uma hemorregia brutal. Tiveram de lhe laquear uma veia na narina direita de novo, o que já tinha sido feito no Hospital da Estefânia, o que desencadeou uma gritaria enorme. Como resultado ficou com a parte por baixo do nariz preta e chamuscada, pelo que parece que está mascarado de gato, não  vos parece?

 

 

 Passamos o dia no SO, entre periodos sem febre e outros com febre. De tarde foi dificl baixa-la, mesmo com medicação, pelo que a maldita só baixou à custa de pouca roupa no corpo e compressas de água fria na testa e corpo. Vejma o meu menino, no hospital:

 

 

Se a febre tivesse baixado, tinham-nos deixado sair ainda ontem, mas isso não estava a acontecer. Tinhamos de lá passar a noite.

 

A febre só subiu por volta da 1 da manhã e deram-me um supositório de Ben-u-ron para lhe por. Até este momento a febre não voltou. Por isso, por volta do meio dia, deixamos o hospital, Não sabem de onde veio a febre. Provavelmente uma virose. O sangue foi mesmo o que não deitou pelo nariz e a convulsão pode ter sido pontual ou pode acontecer de novo. Como foi derivada à febre é menos perigoso do que fosse sem febre. Receitram um relaxante muscular para o caso de voltar a acontecer. E disseram para vigiar se ele voltava a ter febre.

 

Vim para casa tão feliz e o meu menino também... Esta manhã ele já tinha voltado a ser o menino que eu conheço, a cantar e cheio de perguntas. Quando chegou a casa estava tão feliz que dava gargalhadas enquanto subia as escadas.

 

E eu? Não ganhei para o susto! Tive muito medo de perder o meu menino ou de ele ter problemas graves de saude. Não sei onde fui buscar forças. Por durmo desde as 4 da manhã de 5º para 6ª feira. Mas não domir descansada nos próximos tempo. E se sucede de novo e eu não dou conta? Será que já alguma vez terá acontecido e eu não dei conta? E se eu não me tivesse deitado ao pé dele? E se eu tivesse adormecido logo? Acho que vou dormir com ele nos próximos tempos, que acham?

 

Estou feliz por o ter de novo bem a meu lado, mas para mim ainda não acabou. Só vou descansar se nos próximos tempos não acontecer nada. Olho para ele e sei que é o sol da minha vida e sem ele nada faria sentido.

 

Já não vamos embora amanhã, como planeado, vamos esperar mais uns dias e se tudo correr bem, vamos então de férias como deve ser.

 

Mas o medo vai ficar entanto me lembrar do terror que foi ver o meu menino sem dar acordo de si. Ou seja, vai continuar para sempre.

 

Se algume tiver experiência deste tipo de problemas, por favor, partilhem comigo, ok?

 

(peço desculpa pelo post aos bocadinhos, mas ainda não devo estar em mim, carreguei no "publicar" sem querer e depois fui actualizando aos bocadinhos...  :)

 

publicado por era1xeu às 19:30

link do post | comentar | ver comentários (36) | favorito
Sexta-feira, 1 de Agosto de 2008

Fisioterapia e baba de mãe

Na 3ª feira passada foi o ultimo dia da fisioterapia do meu fihote! Fiquei tão feliz por o fisioterapeuta dizer que estava tudo bem... Disse que lhe parecia que já não precisava de mais secções mas se ele se voltasse a queixar com dores ou visse que puha de novo o pescoço de lado, para lá voltar. Mas penso que isso não vai acontecer, este tormento terminou. Ora vejam o meu menino a prepara-se para se massajado...

Tem uma toalha quente no pescoço, para relaxar os musculos antes da massagem. Ele porta-se muito bem, apesar de dizer que já não precisa de massagens porque já não lhe doi nada. Como recompensa fomos jantar a um centro comercial e ainda andou num carrosel que havia lá no pátio...

 

Capitulo encerrado então e não se fala mais no pescoço de lado. Infantário novo nem ve-lo mas em Setembro vou increve-lo em meia duzia deles e logo vejo qual o chama no próximo ano. Bom era que fosse uma escola que tivesse pelo menos até à 4ª classe e ficava descansada até essa altura, certo?

 

Agora apetece-me falar e destilar baba de mãe, sobre as proezas do meu filho. Não o considero mais esperto ou inteligente que os outros, mas sim muito observador e prespicaz, a maior parte das vezes ainda mais do que eu ... E à coisas que eu acho que ele sabe e faz, que me parecem um pouco avançadas para a sua idade. Pelo menos, eu mãe babada assumida, fico feliz e embevecida com elas:

- conhece todas as marcas dos carros e se vê um carro com uma marca que não conhece, pergunta logo, ficando esta logo registada;

- identifica muito simbolos e marcas de lojas e roupas, restaurantes, etc;

- sabe a maior parte dos sinais de trânsito que vê na rua e se não conhece algum, pergunta logo para ficar registado na sua memória;

- sabe todos os nºs e conta até 10 sem dificuldades e até 60 com alguma ajuda;

- sabe todas as letras do alfabeto, 1º só sabia as de imprensa mas agora já percebeu que as letrs podem ser diferentes e ter o mesmo significado, pelo que já identifica as minusculas quase todas.

 

A sua mais recente "proeza" passa pela tentativa de escrever. Pede-me para dizer a letras e ele vai escrevendo. Por isso aqui deixo as suas tentativas, que guardo religiosamente, como mãe babada que sou.

 

E deixo-vos o desafio de tentarem adivinhar o que ele estava a tentar escrever.... Depois eu publico o ranking das vossas respostas e o que ele queria dizer, aceitam o desfio?

  

Este é para mim o mais dificil de adivinhar e corresponde à 1ª palavras que ele "escreveu". A 1º tentativa e a 2ª...

 

Aqui temos a que me deixou totalmente babada... penso que esta é fácil, pela dica da minha baba também  :)

 

E esta, sabem o que quer dizer????

 

  

 Estas duas não querem dizer a mesma coisa mas quase....

 

E pronto, era esta a minha baba que eu queria dividir com vocês. Fico á espera dos vossos palpites 

 

Bom fim de semana para todos

 

 

publicado por era1xeu às 17:24

link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
Sexta-feira, 25 de Julho de 2008

Quase a 100%

É assim que está neste momento o meu menino, quase a 100%. Ontem fomos ao hospital de novo, pois a fisiatra que o tinha examinado queria ve-lo, para perceber como estava a evoluir o entroese. Felizmente ela achou que ele já estava bem melhor, o que me deixou muito apiviada e feliz. E ele também. Não pára um segundo, sempre aos pulos, ainda mais do que o habitual, porque se deve sentr feliz por se sentir bem.

 

À tarde telefonei ao pediratra e a senhora de recpção disse que o médico tinha ficado muito preocupado quando examinou pela 1ª vez, pois se ele tivesse um hematoma no pescoço, tinha de ser operado, o que era muito chato porque mexias com tendões e afins, sendo que a recuperação era extremamente complicada e na maior parte nunca a 100%. Imaginem o que eu senti, um frio na espinha e uma gratidão enorme por tal não ter acontecido.

 

Podia pois ter sido pior, muito pior. De qualquer maneira ele continua na fisioterapia particular. mal não lhe faz e é uma pessoa de confiança. Hoje volta lá e eu estou sempre a dizer-lhe para fazer exercicios e movimentos com a cabeça, conforme me foi ensinado pelos especialistas.

Esta imagem ilustra o que penso, que um anjo esteve do lado do meu menino e o protegeu, pois as consequências de uma brincadeira podiam ter sido muito, mas mesmo muito graves.

 

A busca por outro infantário claro que está a ser infrutifera. Nesta altura as inscrições estão fechadas e ou tinha a sorte de haver uma desistência, ou tinha de ter uma cunha muito grande. Por isso vou acomulando telefonemas e vou inscreve-lo em todos aqueles que o aceitem, com o intuito de ficar em lista de espera, quem sabe se não entra no próximo ano...

 

Uma beijoca, bom fim de semana e para vocês que estão ai desse lado, esta mensagem especial:

tags: ,
publicado por era1xeu às 16:00

link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
Quarta-feira, 23 de Julho de 2008

Um pouco melhor...

Lá fui eu ontem para o hospital onde o pediatra do Dinis dá consultas. Ele foi um amor, foi logo ter connosco, encaminhou-nos para fazermos a inscrição e arranjou maneira de lhe fazerem lá a ecografia ao pescoço.

 

Felizmente não tem nenhum hematoma e apenas me perguntaram se ele tinha estado doente à pouco tempo, pois tinha os gânglios do pescoço um pouco inflamados. Portou-se tão bem, o meu menino... Muito quieto e muito atento, sem se queixar nem dizer nada. De vez em quando olhava para mim e fazia um sorriso, para me sossegar, com um arzinho de "está tudo bem, não te preocupes...". Acreditem que essa carinha inocente dele me ficou gravada na mente, como algo doce e quase etéreo, parecia um anjo, a sério, parece um disparate mas tinha aquele ar de anjo que se vê nos quadros e nos filmes...

 

Fomos depois para a consulta com a fisiatra e ai foi um pouco pior, pois ela para ele se distrair, fez a marquesa mexer com o comando e ele em vez de achar piada, ficou cheio de medo de ver a cama a mexer sozinha e começou a chorar. Só mesmo este meu filho...

 

Mandou continuar com a mesma medicação e e ensinaram-me algumas massagens que lhe devo fazer para ajudar a relxar os musculos do pescoço e a ter um posicionamento correcto do pescoço de novo.

 

Pelo sim e plo não hoje vou a um fisoterapeuta amigo de um colega meu, pelo menos ouço outra opinião, certo? Mal não faz....

 

5ª feira volto ao hospital, para a fisiatra o observar de novo, para ver se está melhor e só nessa altura se verá se ele tem mesmo de fazer fisioterapia ou não.

 

Não é fácil fazer-lhe massagens. Ele gosta pouco de estar quieto. Tento distrai-lo com um desenhos animados na tv, mas nem sempre é tempo suficiente. Também coloco o saco de gel quente e ele isso deixa, até acha piada...

 

Vamos ver o que vai sair daqui. Hoje jé estou mais animada por o ter visto um pouco melhor onde, o meu desespero era que ele não melhorava e tinha medo que ele ficasse com a cabeça de lado. Toda a gente ficava a olhar para ele, como se ele não fosse normal e na verdade fazia alguma impressão, até a boca lhe custava a abrir e babava-se muito por ter a cabeça de lado.

 

Foi um susto, um susto muito grande e ainda não estou descansada a 100%. Mas o meu coração de mãe está um pouco mais calmo. Menos aflito. Menos perdido. Que Deus me ajude e devolva a saude ao meu filho rapidamente.

 

Obrigada a todas as pessoas que se preocparam comigo. Agradeço muito, sem duvida que o vosso carinho e preocupação mais uma vez me ajudaram neste momento dificil. E para vocês, aqui fica o sorriso mais lindo do Mundo (pelo menos para mim é).

 

tags:
publicado por era1xeu às 16:11

link do post | comentar | ver comentários (35) | favorito
Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

Mãe aflita

Foi assim que me senti quando o pediatra examinou o meu filho e disse algo no género:

- Bolas, o que o seu filho tem aqui e nunca tinha visto numa criança tão pequena!

E ficou meu perdido, sem saber bem o que fazer e dizer sobre o assunto. O meu medo cresceu e tranformou-se em pânico. Ele é um médico muito experiente, chefe de pediatria num grande hospital e dizer aquilo, não me descansou nada.

 

Por fim disse que queria uma ecografia e que ele fosse visto por uma fisiatra, pois sem fisioterapia, o entrose não ia ao sitio. Disse tmabém que foi motivado por uma pancada bem forte e que provavelmente tinha um ematoma, razão pela qual queria que ele fizesse uma ecografia.

 

Combinou que ia ter com ele amanhã, por volta das 9h 30m ao hospital, para falarmos com a fisiatra de lá, que era muito boa. Mesmo que ele não possa fazer a fisioterapia, recomenda quem de confiança para a fazer. E telefonou para ela ali mesmo, para combinar estratégias.

 

Ao ver-me tão aflita disse que tudo se ia resolver mas que fizemos bem em lá ter ido rapidamente, pois se demorasse muito tempo os musculos podiam ficar rigidos e seria complicado ele voltar a endireitar o pescoço, acreditam nisto?

 

Ele chorou o caminho todo para casa e eu aflita, sem saber como o acalmar. Em casa, li-lhe histórias, vimos DVD's e comemos bolachas. Lá o consegui acalmar a fazer com que comesse um prato de sopa e de pacotinhos de fruta passada, não foi mau para quem até tem dificuldades em abrir a boca, por causa da postura do pescoço.

 

A sério, estou muito chateada com a escola. A auxiliar, que estava com ele quando aconteceu o "acidente" jurou a pés juntos que o cinzeiro não estava lá na 6ª feira. Mas estava hoje de manhã, que eu tirei esta foto:

 

Tentou também convencer-me que era impossivel eles terem brincado junto ao caixote, mesmo que ele lá estivesse. Mas admitiu que ele chorou muito mas não lhe disse porquê. Ora vejam, lá se o objecto do crime não se coaduna mesmo com a lesão do meu filho. Ele não bateu com a cabeça nem com os ombors, só pode ter sido numa objecto deste género. Vejam onde eles brincam agora, por estar em obras o recreio normal:

 

Acham que tem condições? Acham que elas podem garantir que os meninos não passam para o lado de cá? Perdi toda a confiança na escola. Sei que estas coisas acontece, mas o próprio pediatra me disse que depois de tantos "acidentes" o melhor era muda-lo de escola. Mas para onde, nesta altura do ano? Que escola o vai aceitar agora? E onde? Na zona do meu emprego é tudo tão dificil..... Alguém conheçe um infantário que aceite crianças de 3 anos, para o próximo ano lectivo??????

 

A escola diz que paga todos as despesas de saude do meu filho, pois ele tem seguro escolar, mas o que eu quero mesmo é que ele fique bem. Se encontrar outra escola que o aceite, deixo-o estar lá até ao fim de Julho e não digo mais nada, em Setembro começava noutro lado.

 

Rezem pelo meu menino, para que amanhã as noticias sejam boas, pois desconheço as implicações que um hematoma interno na zona do pescoço possa ter.

 

tags:
publicado por era1xeu às 22:46

link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito

Um fim de semana para esquecer

Na 6ª feira sai cedo do emprego, pois havia um lanchinho de fim de ano na escola do Dinis. Os papás e as mamãs levavam comida e bebida e estavamos todos ali um bocadinho no convivio. Estava um calor terrivel, quase nem se conseguia respirar numa sala cheia de crianças, mães, pais e outros parentes. Por isso e porque queriamos ir para a terra da minha mãe cedo, demoramos lá pouco tempo. No fim entregaram uma pasta com os trabalho que o meu menino tinha feito ao longo do ano. Aqui está ela e alguns dos trabalhos por ele executados:

Estão a ver os litros de baba que eu deitei, orgulhosa como os trabalhos que o meu rebento tinha feito.

 

Quando fomos para o carro, ele queixou-e que lhe doia o pescoço. Quando perguntei o que se passava, respondeu que a namorada lhe tinha entalado o pescoço no caixote do lixo, no sitio onde brincavam no exterior. Vejam só a ideia da escola, tem o pátio onde as crianças brincam em obras e eles agora tem de brincar no empedrado. À 15 dias veio com um braço todo esmurrado e ainda agora tem lá a marca, não sei se não vai ficar para sempre... Porque não fizeram as obras durante o m~es de Agosto, quando a escola fecha????

 

Não liguei muito, são crianças, beincam, magoam-se. Ele disse que não tinha chorado, logo achei que não lhe tinha doido muito. Ao fim e ao cabo, ele anda sempre escamoqueado, fezes demais, penso eu agora. Foram arranhadelas na cara, um olho negro de uma cabeçada, que originou deitar montes de sangue pelo nariz, a esfoladela grande no braço e agora isto.

 

Pelo caminho foi-se queixando e ficando cada vez mais rabugento.Deixamos os meus sogros na casa deles e fomos para a terra da minha mãe, cujas festas se realizaram este fim de semana. São organizadas pela minha familia e nós gostamos de ajudar, eu geralmente fico na caixa e o meu marido ajuda ao balcão, a servir bebidas, coisa que ele acha engraçado. Aqui está o meu filho a comer um arroz doce na festa.

 

Pouco jantou, sempre a rabujar e cada vez a caixar-se mais do pescoço. Acabou por ficar com ele muito rigido, sempre virado para o lado direito. Só queria andar ao colo e miminhos, não queria mais ninguém a não se a mim e nem aos familiares que conhecia bem, queria falar.

 

Fiquei preocupada, não o podia deixar durante a noite assim, por isso toca a ir ao hospital da zoan, onde chegamos por volta da meia noite. Foi logo chamado mas entretanto, adormeceu. Fizeram a triagem e como era no pescoço, foi logo à médica que lhe mandou fazer um raio x para ver se havia lesões. Falei na meningite, algo que me provoca pânico, mas ela disse que isso é viral e não por se dar uma pancada.

 

Fez o raio x e tive de o acordar, pois tinha de estar em pé. Não foi fácil, tive de o fazer caminhar meio a dormir e chorou o tempo todo. O médico achou que ele não a ia conseguir fazer, mas só depois percebi que achava que ele não se conseguia mover. E que se fosse filho dele não o tinha feito, pois se tivesse lesões na coluna ou no pescoço, não mexia os braços nem as pernas (o que ele pensou que era o que se passava, por ele estar a dormir). Bem, mas estava feito e até achei tudo muito rápido.

 

O pior foi depois. Devem ter visto que não era nada de grave e teve de aguardar quase 3 horas para ir ao ortopedista, poiis para nossa azar, havia muita gente com braços e prnas partidas.

 

Já passava grandemente das 3 da manhã quando nos chamaram e o médico nos disse que estava tudo bem com a coluna e o pescoço e que era um entrose, muito vulgar nas crianças. Deu-lhe um clister para relaxar os musculos e mandou tomar outro na noite seguinte. Nessa altura o meu menino acordou mas bem disposto. Também disse para tomar Ben-u-ron e Brufen, por pausa das dores, de 4 em 4 horas, entrecalados os 2. Ainda devia demorar umas 72 horas a passar, mas quando ele já não se queixasse das dores, para deixar de lhe dar os análgésicos.

 

Com tudo isto ele acabou por acurdar, mas bem disposto. Pediu água, mas a máquina estava estraga a e bebeu um sumo. Fomos à procura da farmácia de serviço mas não tinha os remédios que eu necessitava. Fomos para casa, descansar um bocadinho finalmente. deitamo-nos quase às 5 da manhã e às 8 ele acordou e pediu para ir para a minha cama. Fui busca-lo mas já pouco dormi.

 

Sábado, dia de almoço em casa dos primos, com umas 20 pessoas. Muito rabuhento sem querer falar, comer ou brincar com os primos. Deu-lhe o sono e dormiu 5 minutos. Acordou mais bem disposto e voltou a dormir a sesta por volta das 5 horas, dormiu 3 horas.

 

Como estivesse mais animado, fomos para a festa. Brincou e correu até se cansar. Foi dormir por volta da 1 da manhã. Quando acordou, ficou feliz por o pescoço não lhe doer, mas conforme o dia avançou, foi começando a queixar-se de novo.

 

Hoje a mesma coisa. Acho que vou ao pediatra para ver o que se passa. sei que estas coisas demoram a melhorar, mas tenho medo que ele ganhe este jeito, assim com o pescoço de lado, ora vejam nesta foto:

Quando o fui levar à escola falei com a educador e disse que estava muito chateada com elas. Como é possivel ter um cinzeiro podre e abandonado na área onde as crinças brincam? E porque não fizeram as obras no recreio em Agosto, mês em que as escola está fechada? Querem ir todos de férias?

 

Estou muito aborrecida, a sério que estou. A segurança do meu filho é essencial e senti que está em risco. Vou a pediatra com ele e vou entregar na escola para me pagarem. Afinal pago seguro, não é?

 

A sério, eu não queria nada que este blog fosse um muro de lamentações, mas sinceramente, já chega de arrelias na minha vida, não acham? E nem vocês sabem tudo. Partiram um vidor ao meu carro á 15 dias, o meu marido anda com um torcolho no olho que até teve de ir ao oftalmologia, não consigo vender a minha casa e até a licença de construção da casa nova não nos querem renovar....

 

Mas de tudas as coisas, o que me preocupa mais é a saude do meu filho. Quando não é a tosse é o sangue que deita pelo nariz. Ou então algo de novo, como este entorse agora.

 

Quando regressei a casa ontem, fartei-me de chorar. Estava uma pilha de nervos, não me conseguia controlar, mas que mal fiz eu na vida para mereces estes tormentos todos???? Bem preciso de boas noticias, de algo bom na minha viad, senão a minha sanidade mental corre sérios riscos de se aguentar como deve ser. Desde que a minha mãe morreu, faz em Agosto 2 anos, que a minha vida anda virada de pernas para o ar.

 

Que venha um fase boa e depressa, por favor, por favor, por favor!!!!!

 

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por era1xeu às 12:15

link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Terça-feira, 24 de Junho de 2008

Bons momentos com o meu menino

Com todas as atribulações que a minha vida tem passado, nem vim contar-vos pormenores das minhas mini-férias. Mas eu sei que vocês querem saber sim (ou mesmo que não queiram....) e por isso aqui vão pormenores de alguns momentos bem passados com o amor pequenino da minha vida:

 

- fomos passear com uma amiga minha e a sua filhote de 15 anos ao Jardim Zoológico, mas ficamos só cá fora. Não iamos com tempo suficiente para ver tudo lá dentro e os preços dos bilhetes são carissimos. Ainda por cima o Dinis já paga quase tanto como um adulto! Eu sei que os bichinhos precisam de comer e que deve ser bem caro alimentá-los, mas confesso que os preços são um bocadinho para o carote. De qualquer maneira ele ficou feliz na mesma de ver os macacos, andar num carrosel e passear um bocadinho. E achou o máximo aos crocodilos de boca aberta, apesar de algum receio que eles lhe mordessem, mesmo através do vidro. Estão a ver a distância de segurança????

 

- fomos passear e tratar de uns assuntos pendentes à terra do meu marido. O Dinis viu e reviu primos e tios. E ainda fomos à feira lá havia, por altura das festas da terra. Alguém sabe onde fica????

 

- a semana passada foi a 1ª semana da praia pela escola; correu bem mas eu depois coloco um post exclusivo sobre esse eento, quando tiver fotos;

 

- no sábado foi dia de cortar o cabelo e como o meu marido tinha de ir cortar o dele, aproveitou e levou o filhote; ele dizia a toda a gente que já era muito crescido e por isso já ia cortar o cabelo ao barbeiro do pai. O que acham do resultado? Ficou mais leve e fresco para o calor...

- demos depois um saltinho à praia mas acho que escolhemos a errado, pois o tempo não estava nada de jeito. De qualquer maneira o que o Dinis queria mesmo era brincar na areia com o seu brinquedo novo, que está na foto, e que ele andava a namorar à imenso tempo na Imaginarium, e para isso deu. É que o meu filho continua a dizer que quer ser cozinheiro quando for grande e tudo o que diga respeito a fogões, tachos e panelas, ela acha graça. E eu também achei piada ao brinquedo.

 

- no domingo fomos um bocadinho a um parque infantil e o Dinis encontrou lá um amiguinho. Eu tive azar e levei uma bolada na cabeça, quando estava sentada num banco a ve-lo brincar e ainda hoje me doi a cabeça, acho que à custa disso. O meu azar nunca acaba, estou mesmo à espera do dia em que me caia um piano em cima da cabeça....

 

- passamos ainda na nossa casa nova, que continua em construção. O Dinis adora passar por lá e corre todos os quartos e salas a ver o que há de diferente desde a ultima vez que lá foi

 

Foram pois bons momentos passados com o meu menino lindo e que eu aproveito até ao ultimo segundo. Como nem tudo são rosas na minha vida (mesmo a parte das rosas geralmente tem espinhos) o Dinis hoje ficou em casa comigo. Tossiu a noite inteirinha sem parar e de manhã nenhum de nós estava em condições de se levantar e ir à sua vida. Tem estado bem o dia todo, mas agora está a domir a sesta e já se fartou de tossir outra vez. Não se pode deitar que a tosse aparece logo, logo... Não vale a pena ir ao médico com ele, vão dizer para fazer o que estou a fazer agora: xarope, aerossois e muita água. Por isso é aguardar que passe.....

 

publicado por era1xeu às 16:57

link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Rapidinhas

Ontem falei com a minha médica, para lhe contar que já não tinha perdas de sangue. Ela disse-me que de qualquer maneira não ia fazer a ecografia amanhã mas as análises sim. Depois queria examinar-me para decidir se vamos cancelar o tratamento ou seguir em frente com ele. se a opção for avançar, devo fazer a eco lá para 2ª ou 3ª feira.

 

A médica está a ser cautelosa e ainda bem, pois não vale a pena estar a fazer a transferência dos embriões (se estes sobreviverem ao descongelamento) se o ninho para os receber não estiver em condições. Sei que tenho o tempo contra mim e acho que esta será talvez a ultima tentativa que faço para ser mãe de novo, por isso mais vale que esteja tudo em condições, apesar de o nervosismo ser grande e a esperança q.b. Mal posso esperar pelo dia de amanhã para saber qual vai ser o veredicto para ultrapassar esta etapa do meu tratamento, que tão dificil se tem verificado ser.

 

O Dinis está melhor e já foi hoje para a escolinha, apesar de me ter custado tanto deixa-lo lá hoje. Ficou a chorar agarrado a mim e era uma cena tipo filme, em que a educadora puxava para um lado e ele agarrado ao meu casaco, fazia força para o outro...

 

A tosse ainda não lhe deu tréguas, apesar de a noite passada já ter sido mais pacifica. Mas não teve febre depois da noite de 2ª para 3 feira. Ficou comigo na 3ª feira e que bem me soube, pois pude descansar mais um bocadinho, pois tenho andado de rastos, a dormir 2 a 3 horas por noite, por causa da tosse dele. Ficou com os meus sogros ontem lá em casa e não correu mal de todo. Esmagou-me de beijos quando cheguei a casa e não melargou mais nem um segundo. Eu cá acho que ele gosta de mim!!!!

 

Vamos ver quanto tempo se aguenta sem ficar doente de novo e se a fabre não volta. Xô, vai embora agoiro, vai bater a outra porta!

 

Domingo vai ser a Caminhada para a Fertilidade, organizada pela Associação Portuguesa de (in)Fertilidade, da qual eu faço parte. Estou inscrita com o meu marido e filhote e espero que o tempo ajude a esta actividade. Caso nos queiram acompanhar, ainda vão a tempo de se inscreverem.

 

publicado por era1xeu às 18:39

link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

Festa de aniversário no Palácio de Queluz

FESTA NO PALÁCIO

 

No sábado o meu menino foi a uma festa de aniversário muito especial, que se realizou no Palácio de Queluz. A excitação era tanta que o JD acordou às 7 da manhã, pronto para ir para a festa... depois ainda dormeceu e quando era hora de acordar, queria dormir mais um bocadinho!!!!

 

Chegamos ao Palácio e fomos recebidos por uma Dama Antiga, que nos acompanhou em toda a nossa viagem. Os meninos entraram atrás dela, aos pares, e eu tive de ser o par do meu filho, pois ele não quis lá ficar sozinho (que chato!!!). Mas havia outras mamãs e papás, por isso não me importei nada.

 

Fomos andando pelo Palácio e iamos parando para admirar o que por lá havia e ouvir contar histórias reais.

Aqui está o meu menino sentado, muito atento ao que se contava.

 

Depois chegamos a uma sala onde apareceu outra Dama. Supostamente o aniversariante deveria vestir-se de Principe e uma menina de Princesa, mas como a menina que se devia mascarar roeu a corda, foi a mãe do menino que fez de Rainha-mãe! Haviam de ver a cara do meu filho, primeiro de espanto e depois super-divertido!!!! Ele achou o máximo ver a mãe do menino assim vestida....

Esta é a Dama de companhia da Rainha

 

Depois lá apareceu o Principe e o Mestre de Cerimónias, que o ensinava a contar num ábaco, a fazer vénias e a escrever com uma pena. O Dinis achou giro que se escrevesse com uma pena em vez de uma caneta ou um lápis.

 

E lá fomos andando, desta vez com 2 ou 3 anfitriões a tomar conta de nós. O Dinis começou a ficar um boacadinho cansado de tanta conversa e só perguntava onde estava o bolo....

 

Chegamos pois à sala do trono, onde ficamos todos em fila e aos pares, onde aprendemos a fazer uma vénia para o Principe e sua mãe.

Tinhamos de abrir alas para eles e deixa-los passar entre nós e fechar depois de eles passarem. Depois destes se sentarem nos tronos, fomos apresentados como Marqueses e Marquesas das zona onde moravamos. O Mestre perguntava onde moravam os meninos e perante a resposta destes, anunciava o Marquês e a Marquesa de determinado sitio.

Quando chegou a nossa vez e perguntaram ao Dinis onde ele morava, ele respondeu:

"Eu moro na minha casa..."

E ficamos o Marquês e a Marquesa da nossa casa!!!!

 

Depois os meninos santaram-se no chão e houve dança e oferta de uma prenda ao Principe, um pião!

Depois fomos para o jardim fazer jogos, mas nesse preciso momento, desatou a chover!!! Tivemos de vir para dentro e fomos para um sitio onde no chão havia um jogo de dados. Fez-se um jogo e depois o Principe e a sua mãe retiraram-se. Fomos então para uma sala onde finalmente o Dinis ficou descansado porque viu o tão ansiado bolo!!!!!

 

Para fazer passar o tempo até o aniversariante chegar, pediram aos meninos para contar anedotas, mas com 5/6 anos, eles só contavam histórias tontas. Vai dai, o meu filho, que é um animal de palco, perguntou-me se podia ir lá cantar uma canção. Por isso, quando perguntaram quem queria lá ir, foi o D. Dinis que avançou de mão no ar. Cantou o "Papagaio Loiro" e fez-se um silêncio para se ouvir a sua vozinha de bébé ainda.... Fiquei tão orgulhosa dele! E a estupida da máquina que escolheu essa altura para ficar sem pilhas.... Paci~encia, adorei na mesma.

 

E pronto, terminou com o cortar do bolo e a distribuição de prendas pelos convidados, que foi nada mais nada menos que um cachecol de Portugal, que o Dinis não larga nem por nada.

 

Sei que a descrição foi longa, mas acho que vocês queriam saber todos os pormenores, certo? E apesar de para crianças da idade do Dinis ainda ser algo um pouco cansativo, acho que ele gostou bastante e vai lembrar-se durante uns tempos desta festinha diferente.

 

DINIS DOENTE

 

E como não há bela sem senão, lá tenho o dinis doente de novo! A noite que passou dormimos ai umas 3 horas como deve ser. A tosse não o largava e apesar de lhe dar xarope, fazer aerossois e tudo o que podia, a noite foi muito complicada.

 

Como acordou bem disposto, foi para a escolinha. Pelo sim e pelo não, dei-lhe Ben-u-ron. A manhã correu bem mas às 16 horas tinha 38º e deram-lhe Ben-u-ron de novo. Por volta das 21h 30 tinha 38,1º e desta vez dei-lhe Brufen, mas já sei que me espera, mais uma noite em branco. E amanhã os dois de castigo em casa! Mas com este tempo que há a fazer? Socorro, quero ir para um país tropical!!!!

 

E EU????

 

Pois, e eu? Eu já não tenho perdas de sangue, assim como vieram, foram embora de repente. Por isso 4ª feira vou saber o veredicto da médica. Mas estou cansada. As anginas deitaram-me abaixo, os medicamentos deixam-me enjoada, não durmo como deve ser sei lá há quanto tempo, preocupo-me com o meu menino, tenho saudades da minha mãe e da ajuda que ela me poderia dar nestes momentos, nem que fosse só com a sua presença.

 

Por isso sinto-me em baixo, a todos os niveis, fisicamente e psicologicamente. O tempo também não ajuda, preciso de sol, de calor, para me animar. Preciso de passear, de apanhar ar, de estar na praia ou numa esplanada a beber sumo de laranja fresquinho ou a comer caracois.

 

Eu dou a volta por cima, dou sempre, sempre dei, a minha vida sempre foi muito, muito complicada e eu sempre sobrevivi, com algumas amolgadelas mas sou uma lutadora, sei que sou. Mas estou cansada, viver a vida a lutar e a tentar estar à tona da água custa muito e às vezes sinto-me muito sozinha, mesmo que esteja rodeada de gente por todos os lados.

 

Mas eu vou sobreviver, como sempre fiz, com um sorriso nos lábios....

 

 

 

 

publicado por era1xeu às 23:04

link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

De novo lesionado

Pois é, o meu filhote ontem vinha de novo com uma bela de uma nódoa negra por baixo do olho direito (é sempre do mesmo lado...). Desta vez chocou a corre, no recreio, com a menina que diz ser a sua namorada. Bolas, isto é que é uma relação violenta! Ainda a semana passada chegou a casa arranhado e ele disse que foi ela, ao que eu respondi que ele tinha de a mandar cortar as unhas....   Mas enfim, não é muito grave. Acho que em ver de um capacete, tenho de lhe comprar uma máscara que tape a cara e a cabeça.

 

Na 5ª feira fomos às compras ao Lidl e o meu menino viu um camião muito giro com uns barquinhos por cima. Disse que queria, que queria e eu disse-lhe que já tinha um camião e ele respondeu que não tinha com barquinhos.... Disse-lhe então que se o queria tinha de ir buscar o dinheiro ao mealheiro dele! Disse que não, porque se eu lho abrisse podia cortar os dedos.... Tão meu amigo, este meu filho! Mas depois disse que ia buscar ao outro mealheiro que roda (um que dá para abrir e onde só tem meia duzia de moedas) e eu deixei-o trazer o dito barco, que custava 8 euros. Vejam só uma foto da paixão do meu filho:

Diga-se de passagem que o banho foi uma festa com barquinhos e o camião teve honra de mesa à hora do jantar. Antes de dormir, veio ele com uma mão cheia de moedas das mais pequenas e disse:

"Toma, mamã, isto é para pagar o meu camião!"

"Oh filho, mas naquela mão tens mais moedas, das maiores..."

"Mas, mamã, estas são para eu andar nos bonecos...."

Ok, OK, não posso querer tudo, ao fim e ao cabo ele foi dar-me algum dinheiro, apesar de ter guardado as moedas que lhe interessavam mais, pelo menos acho que para começar, não está mau.

 

Em relação ao meu tratamento, o mr. red já cá canta e na 4ª feira tomei o 1º comprimido deste medicamento:

 

A dose vai aumentanto gradualmente e devo fazer ecografia e análises dia 30 de Maio, para ver como está o ninho. Se tudo correr bem prevê-se que a transferência seja lá para dia 4 de Junho. Vamos lá ver o que me espera. Só peço que não seja no dia 2 de Junho, que é quando tenho a consulta no IPO. Já estou à espera à tantos meses que não queria por nada perder esta oportunidade.

 

Mil e uma beijocas e bom fim de semana para toda a gente.

 

publicado por era1xeu às 18:13

link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito

.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. Os saldos

. O dia de Carnaval

. Fim de semana de Carnaval

. O nosso fim de semana de ...

. O dia depois do Natal

. Mais uma convulsão febril

. Deixar a chucha

. Tou doente... :(

. O Dinis tá melhor

. Dinis doente :(