.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009

JD e a escola

Hoje fui falar com a educadora da escola do Dinis. Isto porque eu tinha pedido para falar com ele, face ao boletim de avaliação que tinhamos recebido no final do 1º trimestre.

 

A nivel das capacidades, teve tudo excelente, mas a nivel das actitudes teve tudo médio... Confesso que fiquei triste e preocupada. Eu sei que o meu filho não é uma criança fácil. É meiguinho, doce e simpático mas quando quer e lhe apetece. Tem um feitio complicado em que quer sempre fazer tudo ao jeito e maneira dele. Faz birras e pode vezes amua quando é contrariado. Mas ter médio em todas as atitudes, como é o caso dos parâmetros:

- participa activamente nas actividades programadas;

- aceita e respeita as normas de convivência estipuladas;

- normalmente, relaciona-se e brinca com os colegas;

- tira o máximo partido dos contos, dos poemas, das canções, das danças e do canto na sala de aulas;

deixou-me um pouco preocupada. Por isso lá fui eu, apesar de eu tencionar fazer isto sempre que acabasse um trimestre.

 

A educadora disse tudo o que eu já sabia, pois tem mesmo a ver com o maneira de ser dele. Que o que tinha posto não implicava que ele nunca fizesse o que lá estava descrito, pois se assim fosse, teria ainda uma nota pior. Mas que ele era uma criança de feitio dificil, pois colaborava quando gostava das actividades que lhe eram propostas, que quando não gostava não fazia e oponto final, nada o demovia de não as fazer.

 

Que a hora das refeições é complicada, porque ele come muito bem a sopa sozinho mas depois o 2º prato tem de ser a insistir com ele, mas se lhe derem à boca, come tudo e mais alguma coisa (lá em casa as horas das refeições também são dificeis, porque ele deve achar um desperdicio de tempo estar ali só a comer, sem fazer mais nada...).

 

Que tem dias que está menos bem disposto em que não conseguem fazer nada dele, não quer brincar, não quer fazer actividades, nada, nada.

 

Que prefere estar junto dos adultos a brincar com as crianças da sua idade (se não estiver nenhum adulto mais por perto, ele brinca, mas se estiver, prefere estar com os mais velhos).

 

Enfim, como disse, tudo coisas que eu já sabia e que fazem parte da sua personalidade e que não me parecem assim muito graves.Este é o meu filho, mesmo assim. Mas muito meigo e mimoso, adora demonstrar que gosta das pessoas, com beijos, mimos e por palavras também.

 

Por isso vamos ver a evolução dele mas quer-me cá parecer que na próxima avaliação, daqui a 3 meses, as coisas vão melhorar. Porque eu me interessei. Porque eu falei. E porque vou ter uma conversa com ele sobre a sua atitude na escola.

 

Porque eu já sabia das refeiçõe e conversei com ele. E parece que a situação melhorou esta semana. Não quer dizer que fique bem para sempre. Mas alguma coisa lá fica dentro da sua cabeça. E a pouco e pouco, acredito que ele vai compreender que viver em sociedade também é ceder, é não termos razão sempre, é darmos o braço a torcer.

 

Falou também o facto de ele já saber ler e escrever. Ontem não só escrveru o nome dele nos desenhos que fez mas também o nome de todos os colegas, noe desenhos que eles faziam... Também ontem à noite pegou num livro e leu a contra-capa, onde estava a descrição da história, com 6 frases, de uma duzia de palavras cada.

 

Que isso é muito evoluido para ele, que quando chegar à 1ª classe temos de analisar a situação, por forma a que ele não perca o interesse na escola. Que eventualmente até poderá saltar um ano, no caso de também evoluir em relação aos números como evoluir em relação à letras. O futuro o dirá, mas ele teve uma evolução muito rapida, desde Setembro, em relação ao ler e ao escrever.

 

Dizem para não o incentivar. Eu não incentivo, mas não posso tapar-lhe os olhos para que não veja as letras que nos rodeiam a toda a hora.

 

Sai de lá um pouco mais descansada e aguardam-se os desenvolvimentos sobre a atitude dele na escolinha.

 

Aqui fica uma foto dele, com a coroa que fez na escola, no Dia de Reis.

 

 

Beijocas e um bom fim de semana

 

 

 

 

 

tags: ,
publicado por era1xeu às 18:19

link do post | comentar | favorito
19 comentários:
De Cris a 12 de Janeiro de 2009 às 11:08
Não vejo caso para preocupações.

O JD tem o feitio dele como todos nós... vais falando com ele a ver se ele muda.

É bem inteligente, para já ler e escrever - muito bem! Parabéns!

Beijinhos.
De olhudinhos a 12 de Janeiro de 2009 às 11:40
E como dizes...faz parte do feitio do teu filhote e e prefeitamente normal...ao longo da vida e quando ele vai crescendo vai aprendendo a lidar com toda a sociedade...agora e complicado...E parabens pelo teu filhote ja saber ler e escrever...que grande avanço sim senhora!nao acho nada mal o motivares porque e isso que temos que fazer...se quando for pa 1ª classe ja nao for preciso e saltar para a 2ª nao ha mal nenhum...vai de cada criança e se ele e assim tem que se deixar o ser, com regras e medidas como e obvio mas acho que tas a fazer um excelente trabalho...fazes muito bem em te preocupares e falares com ele...como dizes faz pate do nosso papel de pais!:)
olha linda tens um desafio no nosso blog!;)
bjinhos e uma optima semana para voçes****
De energia-a-mais a 12 de Janeiro de 2009 às 13:11
Olá amiga! Acho bem que tenhas falado com a educadora. Claro que tu também conhces o teu filhote mas termos o lado de lá é muito importante, eles ás vezes agem de maneira diferente na escolinha, talvez porque se estabelecem rotinas diferentes.
Quanto á personalidade dele, de certeza que ainda se vai alterar pois ele é ainda muito novinho...também nunca estimulei o Rafa para que aprendesse a ler e a escrever e no entanto com 4 anos e pouco ele já o fazia (leitura) e com 5 anos escrevia sem pedir ajuda...mas agora tem ainda mais dificuldade em estar no 2º ano, acha que é um desperdício, só que por causa da hiperactividade nunca colocamos a hipótese de ele avançar um ano, pois é uma criança instável em termos de comportamento, maturidade e muito impulsivo
Beijinhos e fica bem!
De Nany a 12 de Janeiro de 2009 às 14:08
Pelo que "conheço" do teu menino acho que o médio é um bocadito dúbio.
Ele recentemente mudou da escola que estava habituado, educadora, amiguinhos para um sítioestranho, é normal que demore algum tempo a ambientar-se.
Dizes que esse é o feitio dele, mas ele também aje como uma criança mais velha. Ele tem conversas e perguntas com uma intuição e um raciocínio lógico diferente, talvez por isso o impor de regras ou o fazer actividades "ultrapassadas" lhe seja difícil.
Não é comum uma criança de 3 anos ler e escrever como ele faz. E porque não podes incentivá-lo? Se é uma coisa que ele gosta? Porque tens de "tapar-lhe os olhos"? Só porque os outros meninos da idade dele não o fazem?
E se tiver de passar um ano? Quando as crianças ficam retidas é porque os pais não se interessam ou porque são burras, se querem e podem avançar dizem para não incentivar!!!!
Acho que como viram que estás em cima do acontecimento as coisas vão mudar.
Ele vai aprendendo aos poucos que temos de fazer alguns fretes na vida e acredito que com as conversas que tens tido ele vai aprendendo. Claro que não tudo num dia, mas aos poucos.
Bjks grandes
De Tété a 12 de Janeiro de 2009 às 16:22
Não incentivar tudo bem mas não podes negar as descobertas e que aprenda por ele…
E como a perfeição não existe (embora ache o teu menino um ESPECTÁCULO) o importante é que as coisas boas superem as menos boas.
Boa semana.
Beijos
Tété & Xavier
De Filipa a 12 de Janeiro de 2009 às 17:10
Oh Maria, não te preocoupes... às vezes acho que as educadoras exageram. Contam-nos coisas, realçando pontos que não têm interesse nenhum, e depois onde de facto devem reparar, não reparam!
Na escolinha do Miguel nem avaliação fazem... não sei se ele progrediu, se está bem, se não...
Para saber algo tenho mesmo que perguntar, e depois é como te digo, às vezes valoriza tudo, outras vezes não valoriza nada...
De Lisa_pt + Gil a 13 de Janeiro de 2009 às 12:13
Parecia que estavas a descrever o feitio do meu Gil e ele só tem 2 anos, portanto tou a ver o q me espera! :s

Olha eu cá acho óptimo q ele já saiba ler e escrever e pq ñ hás-de de incentivar? Tb sei q qd entrar na escola pode-se tornar complicado, pq pode mesmo desinteressar-se, mas pode ser q não!

O Gil tb prefere adultos a crianças e além disso detesta dividir o q é dele, com outras crianças...

Beijokas
De sofia a 13 de Janeiro de 2009 às 17:56
Olá mamã, sem dúvida que o teu filhote é precoce e talvez por isso tenha um valor médio em alguns parâmetros. Pelo menos para já. No entanto, o "médio" encerra alguma subjectividade, a meu ver.
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana
De sara a 16 de Janeiro de 2009 às 19:31
Minha querida, o JD está muito bem em relação à leitura, eu conheço um caso identico e hoje o miudo é um genio em ponto pequeno.
Olha tive um problema no msn e nao tenho acesso a ele, vou enviar um novo mail para me adicioinares-

Bjs e bom fim de semana

Comentar post

.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis