.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

As birras

Obrigada pelas vossas dicas sobre deixar ou não a chucha, mas já agora vou esclarecer algumas coisas e tirar algumas conclusões do que me disseram:

- tenho duvidas grandes sobre se devo ou não "obriga-lo" a deixar a chucha; eu fui chucho-dependente até aos 6 anos e acho que por isso nada de mal me aconteceu, mas confesso que 4 anos era a meta que eu tinha imposto a um filho que tivesse, ainda vou pensar no assunto melhor;

- o biberão é só mesmo para o leitinho da manhã, que ele bebe meio a dormir no carro, quando vai para a escola, pois o caminho é de quase 1 hora e eu visto-o a dormir e não temos tempo para mais, de resto ele bebe tudo por colo, garrafa ou palhinha, sem problema, para mim é que é mais cómodo pela manhã;

- quanto ao telemóvel era só uma moeda de troca para o Dinis deixar a chucha; não pensei em comprar um novo mas sim dar-lhe o meu antigo para ele brincar; nem era para ele andar com ele por ai ou o levar para a escola, era mesmo para ele usar como brinquedo, porque ele não quer fazer chamadas mas sim tirar fotos, fazer filmes, mudar e ouvir as musicas dos toques, etc; sei que é cedo mas ele já faz isso tudo quando apanha à mão o meu telemóvel ou o do pai...

 

 

 Então vou passar a outro assunto que me deixa de nervos em franja: as birras!!!!

 

Fui buscar o Dinis à escola, o meu marido ao emprego e demos boleia a uma amiga e colega, que foi operada à coluna e não pode consduzir muito. Como ela anda de transportes publicos e a casa dela fica no caminho para a nossa, por vezes damos-lhe boleia até lá. O JD está habituado a que isto acontecça de vez em quando. Adora a minha amiga e vai sempre muito feliz a conversar com ela, até a deixarmos à porta de casa.

 

Nesse dia havia muita fila e tivemos de regressar a casa por um caminho diferente, que por alguma razão incompreensivel, não lhe agradava. Pediu para voltar ao caminho normal e como não lhe fizemos a vontade gritou, gritou e gritou. Dizia que aquele caminho era feio e mau; dizia para eu voltar para trás; chamava por mim.... Gritou o caminho todo para casa, o que acabou por ser uns 50 minutos. É um desepero conduzir com uma criança a gritar aos nossos ouvidos. Fizemos de tudo: ralhar, dar uma palmadinha, ignorar, tentar distrai-lo mas nada resultou... Quando o carro parou à porta de casa, como por magia, a birra passou e ficou super-bem disposto.

 

Fez outra a caminho de um hiper, porque não fomos àquele que ele achava que iamos. Outra porque não o deixei mexer num objecto que o podia magoar. Antes de ontem fez mais uma a caminho de casa, em que berrou o caminho todo que queria a mamã, comigo mesmo ao pé dele, mas a conduzir.

 

Optei por não lhe ligar. E quando cheguei a casa, sentei-o no meu colo e tive um caonversa séria com ele. Expliquei que gostava de conduzir e não ia deixar de o fazer só para não o contrariar. E disse que era como as coisas que ele gosta de fazer, comer doces, ver os bonecos na tv ou andar de trotinete. E se ele nunca mais o pudesse fazer? Se duvida que ia ficar triste. Ora a mãe também ficaria triste se não pudesse fazer essas coisas.

 

Pareceu-me que ficou lá qualquer coisa. Mas ontem ao fim do dia, lá veio mais uma birra. Desta vez foi porque não queria tomar o xarope na colher do costume e queria tomar noutra à escolha dele. Perante o meu "não" começou a gritar, fechava a boca, ditava-me a lingua de fora e dizia "Deixa!".

 

Confesso que desta vez fiquei triste, muito triste. Sei que é normal, que esta é a idade das birras e também que ele nem é dos piores, mas senti-me a pior mãe do mundo. Ignorei-o. Não lhe dei o xarope. Quando se acalmou, lavei-lhe os dentes e disse-lhe que não lhe ia ler uma história ao domir, porque estava triste.

 

Ele achou que era só a fingir mas quando viu que eu não lhe lia a história, começou a chorar e disse que já tomava o xarope. Disse que era tarde demais e que me sentia triste com ele. Disse que não tinha chorado no carro mas eu falei-lhe na birra. Que o adoro, que é a luz da minha vida. Mas não pode fazer tudo o que quer. Que a vida é cheia de "não" e que temos de aprender a viver com eles desde pequenos.

 

Chrou agarrado a mim e disse que ia portar-se bem e não tonava a fazer birras. Adomeceu abraçado a mim, a fazer-me festinhas e a dizer que gostava muito de mim.

 

Sei que esta fase é mesmo a fase de birras. sei que são normais e que fazem parte dos crecimento. E que ele até nem é dos piores. Mas isso não impede que fique triste, que me questione sobre o facto de estar a ser boa mãe, de o estar a educar bem. Será que devo ser mais rigida? Será que lhe devia dizer não mais vezes?

 

Queria educar uma pessoa valida para a sociedade, simpática, bem educada, com bons sentimentos, preparado para os problemas da vida, mas ao fim e ao cabo, não é mesmo isso que todas as mães querem?

 

Enfim, haja paciência e que esta fase passe depressa ou pelo menos que as birras não sejam muito frequentes, para eu poder respirar um pouco e recuperar a compostura.

 

 

Bom fim de semana prolongado, nós cá vamos tentar passa-lo de uma maneira divertida e ocupada, mas depois conto pormenores.

 

 

tags: ,
publicado por era1xeu às 23:20

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Nome baby

Wizard Animation

.A minha familia

Pyzam Family Sticker Toy
Get your own Family Sticker Maker & MySpace Layouts.

.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis