.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

Festa de aniversário no Palácio de Queluz

FESTA NO PALÁCIO

 

No sábado o meu menino foi a uma festa de aniversário muito especial, que se realizou no Palácio de Queluz. A excitação era tanta que o JD acordou às 7 da manhã, pronto para ir para a festa... depois ainda dormeceu e quando era hora de acordar, queria dormir mais um bocadinho!!!!

 

Chegamos ao Palácio e fomos recebidos por uma Dama Antiga, que nos acompanhou em toda a nossa viagem. Os meninos entraram atrás dela, aos pares, e eu tive de ser o par do meu filho, pois ele não quis lá ficar sozinho (que chato!!!). Mas havia outras mamãs e papás, por isso não me importei nada.

 

Fomos andando pelo Palácio e iamos parando para admirar o que por lá havia e ouvir contar histórias reais.

Aqui está o meu menino sentado, muito atento ao que se contava.

 

Depois chegamos a uma sala onde apareceu outra Dama. Supostamente o aniversariante deveria vestir-se de Principe e uma menina de Princesa, mas como a menina que se devia mascarar roeu a corda, foi a mãe do menino que fez de Rainha-mãe! Haviam de ver a cara do meu filho, primeiro de espanto e depois super-divertido!!!! Ele achou o máximo ver a mãe do menino assim vestida....

Esta é a Dama de companhia da Rainha

 

Depois lá apareceu o Principe e o Mestre de Cerimónias, que o ensinava a contar num ábaco, a fazer vénias e a escrever com uma pena. O Dinis achou giro que se escrevesse com uma pena em vez de uma caneta ou um lápis.

 

E lá fomos andando, desta vez com 2 ou 3 anfitriões a tomar conta de nós. O Dinis começou a ficar um boacadinho cansado de tanta conversa e só perguntava onde estava o bolo....

 

Chegamos pois à sala do trono, onde ficamos todos em fila e aos pares, onde aprendemos a fazer uma vénia para o Principe e sua mãe.

Tinhamos de abrir alas para eles e deixa-los passar entre nós e fechar depois de eles passarem. Depois destes se sentarem nos tronos, fomos apresentados como Marqueses e Marquesas das zona onde moravamos. O Mestre perguntava onde moravam os meninos e perante a resposta destes, anunciava o Marquês e a Marquesa de determinado sitio.

Quando chegou a nossa vez e perguntaram ao Dinis onde ele morava, ele respondeu:

"Eu moro na minha casa..."

E ficamos o Marquês e a Marquesa da nossa casa!!!!

 

Depois os meninos santaram-se no chão e houve dança e oferta de uma prenda ao Principe, um pião!

Depois fomos para o jardim fazer jogos, mas nesse preciso momento, desatou a chover!!! Tivemos de vir para dentro e fomos para um sitio onde no chão havia um jogo de dados. Fez-se um jogo e depois o Principe e a sua mãe retiraram-se. Fomos então para uma sala onde finalmente o Dinis ficou descansado porque viu o tão ansiado bolo!!!!!

 

Para fazer passar o tempo até o aniversariante chegar, pediram aos meninos para contar anedotas, mas com 5/6 anos, eles só contavam histórias tontas. Vai dai, o meu filho, que é um animal de palco, perguntou-me se podia ir lá cantar uma canção. Por isso, quando perguntaram quem queria lá ir, foi o D. Dinis que avançou de mão no ar. Cantou o "Papagaio Loiro" e fez-se um silêncio para se ouvir a sua vozinha de bébé ainda.... Fiquei tão orgulhosa dele! E a estupida da máquina que escolheu essa altura para ficar sem pilhas.... Paci~encia, adorei na mesma.

 

E pronto, terminou com o cortar do bolo e a distribuição de prendas pelos convidados, que foi nada mais nada menos que um cachecol de Portugal, que o Dinis não larga nem por nada.

 

Sei que a descrição foi longa, mas acho que vocês queriam saber todos os pormenores, certo? E apesar de para crianças da idade do Dinis ainda ser algo um pouco cansativo, acho que ele gostou bastante e vai lembrar-se durante uns tempos desta festinha diferente.

 

DINIS DOENTE

 

E como não há bela sem senão, lá tenho o dinis doente de novo! A noite que passou dormimos ai umas 3 horas como deve ser. A tosse não o largava e apesar de lhe dar xarope, fazer aerossois e tudo o que podia, a noite foi muito complicada.

 

Como acordou bem disposto, foi para a escolinha. Pelo sim e pelo não, dei-lhe Ben-u-ron. A manhã correu bem mas às 16 horas tinha 38º e deram-lhe Ben-u-ron de novo. Por volta das 21h 30 tinha 38,1º e desta vez dei-lhe Brufen, mas já sei que me espera, mais uma noite em branco. E amanhã os dois de castigo em casa! Mas com este tempo que há a fazer? Socorro, quero ir para um país tropical!!!!

 

E EU????

 

Pois, e eu? Eu já não tenho perdas de sangue, assim como vieram, foram embora de repente. Por isso 4ª feira vou saber o veredicto da médica. Mas estou cansada. As anginas deitaram-me abaixo, os medicamentos deixam-me enjoada, não durmo como deve ser sei lá há quanto tempo, preocupo-me com o meu menino, tenho saudades da minha mãe e da ajuda que ela me poderia dar nestes momentos, nem que fosse só com a sua presença.

 

Por isso sinto-me em baixo, a todos os niveis, fisicamente e psicologicamente. O tempo também não ajuda, preciso de sol, de calor, para me animar. Preciso de passear, de apanhar ar, de estar na praia ou numa esplanada a beber sumo de laranja fresquinho ou a comer caracois.

 

Eu dou a volta por cima, dou sempre, sempre dei, a minha vida sempre foi muito, muito complicada e eu sempre sobrevivi, com algumas amolgadelas mas sou uma lutadora, sei que sou. Mas estou cansada, viver a vida a lutar e a tentar estar à tona da água custa muito e às vezes sinto-me muito sozinha, mesmo que esteja rodeada de gente por todos os lados.

 

Mas eu vou sobreviver, como sempre fiz, com um sorriso nos lábios....

 

 

 

 

publicado por era1xeu às 23:04

link do post | favorito
De Paula a 27 de Maio de 2008 às 08:51
Que giro!!!! Não fazia a minima ideia que se podia fazer festas de aniversario no Palacio de Queluz.
Espero que o teu menino esteja melhor, realmente este tempo não ajuda em nada. O meu tem andado rouco por causa do vento q apanhou no domingo no Parque dos Poetas:(((((
Beijinhos e animo. Espero que consigas dar a volta por cima.
Boa terça:)
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis