.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 7 de Maio de 2007

Ontem foi Dia da Mãe

Ontem foi Dia da Mãe e desejo que todas as mamãs e futuras mamãs tenham tido um bom dia e que aquelas que ainda não alcançaram o seu sonho, o consigam fazer para terem um Dia da Mãe em cheio no proximo ano.

 

Por mim este dia podia nem ter existido, o calendário podia ter simplesmente saltado de 5 de Maio para 7. Foi o meu 1º ano em fui apenas mãe e não filha. Foi um dia que eu temia à muito tempo e para o qual começei a chorar uma semana antes, perante a prespectiva de o ter de viver sem a minha mãe. Só mesmo o meu filho, que me acordou com muitos e muitos beijos, para me fazer sentir um pouco melhor. Até parecia que ele percebia que eu estava mesmo a precisar do seu carinho e dos seus mimos. Domiu na minha cama, bem juntinho a mim, pois eu queria sentiro seu calor, o meu cheiro, a sua mãozinha pequenina a mexer na minha cara enquanto dormia.

 

O ano passado pro esta altura, ofereci à minha mãe uma prendinha e um postal no qual dizia que a adorava e agradecia tudo o que ela sempre fez por mim e só desejava que ela me ajudasse a criar o meu filho como ela me criou a mim. Ela chorou. Na altura pensei que se tinha comovido com as minhas palavras mas depois percebi que já não se devia sentir muito bem. Se eu tivesse adivinhado, se eu soubesse, se eu pudesse ter feito mais por ela.... Achamos sempre que ficou tanta coisa por dizer, tanta coisa para fazer, queriamos sempre mais um bocadinho para lhes podemos dizer tudo aquilo que sentimos. As minhas ultimas palavras para com a minha mãe foram: "Gosto muito de ti, mamã". Teria dito outra coisa se soubesse que era a ultima vez que a via com vida? Não sei, na vida só podemos seguir um caminho uma vez e não podemos voltar atrás nunca.

 

Fui almoçar a casa de uma tia minha, que a minha mãe adorava e que achou que eu não devia ficar em casa a pensar em tudo isto, pois os meus sogros nem sequer cá estavam, tinham ido para a casa que tem na terra, e acho que me fez bem. Mas depois do almoço fui ao cemitério por uma flores na campa da minha mãe e ai ficou tudo pior, o sol brilhava mas para mim parecia que estava tudo cheio de nuvens à minha volta. É uma dor enorme, um aperto no peito, um frio no estômago, a recordação do que foi e nunca mais vai ser.

 

Fui mãe e filha 2 anos e isso nunca se irá repetir, até porque o meu pai morreu quando eu tinha 19 anos e não tenho irmãos, por isso tenho mesmo o que filhote, que é tudo o que sempre quis na vida e que me faz sentir que tudo vale a pena, mesmo quando me desliga o computador depois de eu ter escrito esta mensagem e me faz escrever tudo de novo.  

 

Para ajudar o meu estado de espirito, o meu inimigo nº 1 deu o ar da sua graça ontem ao fim do dia, para dizer: "És mãe uma vez mas ainda não é desta que vais ser de novo...." por isso vou fazer as análises 4º feira e o meu marido também. Tem de ser agora, é agora ou nunca e seja o que for, pelo menos vou tentar de novo, mais um tratamento e depois vê-se como corre de dinheiro. Isto claro, se os exames estiverem todos bem, só análises tenho 39 para fazer, pouco não é?

 

Agora vamos à parte boa desta mensagem, que já vai melancólica que chegue, ou seja, as prendas do Dia da Mãe, vejam o que recebi:

Recebi um telegrama de chocolate, ao qual achei muita piada, e agora nem me apetecia come-lo, haverá alguma maneira de conservar chocolate, sem que ele se estrague????

     

Este foi o postal que recebi e que tem muito trabalhinho a virar folhas para se ler a mensagem final, ora vejam:

 

E por fim....

Mas é fofo, não é? Só que a minha previsão é que vai durar muito pouco tempo, porque o JD está sempre a abrir e fechar o postal, para ver o coelhinho que tá lá dento.

 

Para mim o mais lindo de todos foi a prenda que ele fez na escolinha para mim

Foi ele que escolheu que ia ficar na sala e quando eu digo: "Que coisa mais linda tu fizeste para a mamã" ele responde: "Não fui eu, foi a pofessora!". Bem, quem diz a verdade não merece castigo....

publicado por era1xeu às 23:31

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis