.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Quinta-feira, 3 de Maio de 2007

2 anos e 3 meses de ti na minha vida

Meu querido filho

Apaixonei-me por ti, ainda eras um grão de areia na minha barriga. Nem queria acreditar que tu existias, pois os comuns sintomas de gravidez nunca existiram para mim, por isso tudo me parecia pouco real. Mas quando te vi na televisão, um pequeno feijão com uma pintinha a pulsar (o teu coraçãozinho a bater) percebi que era tudo real.

Correu tudo muito bem nos 9 meses em que vivemos um para o outro e ao fim desse tempo, lá vieste tu ao Mundo conhecer outras pessoas e 10 minutos depois de teres nascido tinhas este arzinho lindo:

Foi o dia mais feliz da minha vida e acho que nunca mais vai haver nenhum que se compare a este em termos de felicidade. Eras tudo o que eu tinha sonhado, eras tudo o que eu tinha desejado durante 8 longos anos de tentativas, de alegrias, esperanças e frustrações. Mas faria tudo de novo para te ter nos meus braços, assim, desamparado, lindo, cheiroso, fofinho....

O tempo passou a correr e o 1º mês já lá ia e tu já eras assim:


Olha só a tua carinha de zangada, estavas mesmo giro, de jardineiras novinhas em folha. Pena que as noites continuavam más, pois não dormias até às 3/4 da manhã, tal era a tua ansiedade em conhecer este mundo novo. Não choravas nem estavas zangado, só querias ver tudo, e claro, companhia para o fazer. O que vale é que eu estava em casa contigo, e de manhã podiamos dormir até às tantas (isso já achavas piada...). Mas cada vez te amava mais, quem podia resistir ao teu rostinho lindo, mesmo quando estava engelhado, como na foto? Dai até passar outro mês foi um pulinho e cá estás tu, meu anjo:

Um doce, não? Foi o nosso primeiro passeio, como mamã, papá e filhote e fomos até Sintra. O tempo estava frio mas para nós os 3 era o melhor dia possivel, imaginado já à tanto tempo.

Quando se tem um filho o tempo não corre mas voa e os 6 meses de vida chegaram, contigo com este ar amoroso:


Já querias por-te em pé sozinho e gatinhavas para todo lado, claro, assim era mais fácil explorar o que te rodeava, principalmente as coisas onde não podias mexer. As tomadas tiveram de ser tapadas e os naprons, tolhas e objectos frágeis tiveram todos de subir de nivel, para não sofrerem acidentes inesperados!

E o teu 1º aniversário chegou, com toda a felicidade que tinha sido o teu 1º ano de vida e como tal fizemos uma festinha com os nossos amigos mais proximos. Ao fim do dia da festa tinhas este arzinho cansado mas feliz:


Nesta altura já corrias a casa toda, pois começaste a andar aos 10 meses. Mas como ainda tinhas pouca força nas pernas, as quedas eram mais que muitas. Andava sempre atrás de ti, de almofadas em punho, para te amparar quando caisses e felizmente nunca aconteceu nada de mais complicado do que algumas cabeçadas valentes, mas sem consequencias graves.

Há um ano atrás tirei-te esta foto, tinha tu 15 meses:

Meu Deus, de olhar para ela só me apetece dar-te um milhão de beijos!

Hoje, um ano depois, já estás mais crescido e aqui está o que tenho a dizer de ti:
- falas muito bem e sabes construir frases compridas com os tempos verbais correctos, quando falas mal é mesmo para te meteres connosco, apesar de haver algumas palavras que não dizes correctamente, mas que até tem piada como "fache" (chave), "papuchas" (pantufas), "marrafico" (mafarrico) e "nenecos" (bonecos);
- sabes contar até 12, sem te enganares e agora está a tentar chegar ao 20, noutro dia foste por ai fora e ao chegar ao 19 disseste que a seguir era o dessadez tem lógica, não tem?
- conheçes os nºs de 1 a 9, sem te enganares nunca, mesmo que tos mostre por ordens diferentes;
- és muito pacifico, na escola nunca bates aos outros meninos, mesmo que estes te mordam ou te arranhem (acho que são mais as meninas...)
- o bacio não quer nada contigo (ou tu é que não queres com ele), não te consigo convencer a pedir para fazer xixi ou outra coisa, e se te sento lá, assim que me apanhas de costas, fazes no chão, mesmo ao lado...
- não destingues bem as cores, conheces o amarelo e pouco mais;
- sabes 1001 canções, todas as da escola e aquelas que ouvimos em casa e cantamos juntos;
- gostas de jogos de encaixe e puzzles e até já consegues fazer o puzzle do Noddy, que tem 24 peças (com alguma ajuda, claro!);
- gostas que te conte histórias antes de dormir mas estás sempre a interromper, a fazer perguntas ou a mudar a história que estou a contar;
 - gostas de gomas, de gelados e de bolachas; a sopa tem de ser muito distraido mas carne e peixe entra muito pouco na tua dieta alimentar, massas e arroz é bom e leite é o melhor que existe para te alimentar;
- gostas muito de tomar banhoca e ao fim de semana vamos sempre os 2 para dentro da banheira fazer confusão;
- dizes "obrigada" sempre que alguém te dá alguma coisa mas às vezes enganas-te e dizes: "Por favor";
- às vezes fazes birras, porque não te deixo mexer onde não podes, ou porque queres ir passear e é noite ou só porque sim (ele há dias assim, até nós os temos...);

Por isso meu filho, quero que saibas que te amo de paixão, por tudo aquilo que tu és e também por aquilo que não és. Que a minha vida passou a fazer sentido depois de tu nasceres e que já nem me lembro de como ela era antes de ti (bem, lembro-me vagamente de dormir uma noite seguida, mas já foi à tanto tempo!). Sei que tu também me amas, mesmo quando acordo com o cabelo em pé ou cheia de baba ou quando ralho contigo, sei que para ti eu sou o teu mundo, a tua heroina, a tua princesa e eu penso o mesmo de ti, és o meu mundo, o meu principe e o meu heroi. Espero que esta nossa paixão continue por longos e saudáveis anos e que a mamã consiga dar-te pelo menos mais um companheiro ou uma companheira para te ajudar a aturar os papás quando eles já forem velhotes.

AMO-TE BUÉS!!!!!!    


publicado por era1xeu às 15:15

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis