.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O 1º livro da escola do D...

. Natação e livros

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.Prémio que ganhei

.Contador

visitas

.Relógio

blogs SAPO

.subscrever feeds

.My Baby

Lilypie 5th Birthday Ticker

.Adopção

Lilypie Waiting to adopt Ticker
Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

O 1º livro da escola do Dinis

Quando foi realizada a reunião de pais na escola do Dinis, a educadora tinha dito que os meninos iam ter um livro auxiliar, para fazerem algumas actividades. Essa ideia pareceu-me optima, até porque eu andei no infantário e uma das recordações que tenho é precisamente do meu livro de actividades.

 

E ele já chegou e eu achei o máximo! Claro que implica grastar mais dinheiro, já se sabe que nada é de borla, mas parece-me que é algo engraçado e as actividades são divertidas e parecem-me adequadas à idade dele.

 

 

Eu cá adoro pura e simplesmente livros e confesso que quem me queira ver feliz com um presente, pode sempre oferecer-me um livrinho. Por isso procuro incentivar o meu filho a gostar e estimar os livros. Até hoje apenas estrgou um e era bebé ainda. Era um daqueles de folhas grossas e capa rijas. Na zona da capa a encadernação não estava prefeita e tinha uma ponta de papel levantada. Vai dai ele colocou lá ou seu dedinho minusculo e vais de escarafunchar e era uma vez um livro.... A ideia de que os livros não se riscam também não foi fácil de passar, se pode riscar em papeis e livros para pintar, porque não nos outros?

 

Mas acho que tenho feito um bom trabalho, porque os livros dele (alguns herdados de mim) estão impecáveis). E então para complementar o livro da escola, comprei-lhe também este, de actividades:

 

 

Ele já fez algumas actividades e também me parece interessante e adequado à sua idade. Acham que fiz bem?

 

tags: ,
publicado por era1xeu às 23:36

link do post | comentar | ver comentários (27) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Natação e livros

Depois de muito pensar e ponderar o que fazer acerca da natação do filhote, resolvi seguir a sugestão da Maria, mamã do David. Ela disse-me que para que o filhote não apanhasse frio lhe tinha comprado um fato termico, daqueles dos surfistas, pois o filhote dela também tinha muito frio quando estava na natação, por estar algum tempo fora de água. Achei que devia tentar e ontem comprei-lhe este fato duma loja Decathlon:
O JD adorou, vejam só a pose dele para a foto.... E eu confesso que também achei que ele ficava o máximo, mesmo com ar de surfista, só a faltar-lhe a prancha. Mas o importante era que resultasse e lá fomos nós a correr hoje à tarde para a natação. O Dinis não parava de falar no assunto e de manhã nem queria ir para a escola, para ir logo para a piscina. Quando entramos no recinto da piscina toda a gente ficou a olhar para nós com aquele ar de "Que coisa mais estranha..." . O professor disse logo que realmente resultava para proteger do frio mas que não dava muito jeito para a natação pois os miudos desequilibravam-se mais e nunca iam ao fundo, pois o fato faz com que fiquem a boiar. OK, percebi que ele não achou muita piada mas azar dele! O que interessa é que o Dinis nunca disse que teve frio (só quando meteu o pézito na agua pela 1ª vez) e até achei que lhe deu mais confiança, pois senti-se mais seguro e pessoalmente até o achei mais equilibrado na piscina. Também optei por não lhe dar banho no balneário, pois como é ao fim do dia, regressamos logo a casa e tomamos banho os 2 na nossa querida banheira. Parece-me que correu bem, vamos ver se resulta mesmo, pois ele adora a natação e eu também, por isso fazia pena tira-lo de lá. Obrigada mamã Maria, pela sugestão fantástica. 
 
Na piscina estava uma senhora que só tinha uma perna. Confesso que quando entrei nem reparei nesse pormenor (sou tão pouco observadora, ao contrário do meu marido e do meu filho...) mas quando passei por ela a senhora pediu-me de eu a ajudarva a chegar até à beira da piscina, pois não tinha onde se agarrar e tinha medo de escorregar. Ajudei-a prontamente e ou por coincidência ou não, quando saimos a senhora pediu de novo auxilio. O Dinis fartou-se de fazer perguntas no balneário acerca do porquê da senhora não ter o pé nem a perna. Eu expliquei-lhe que a senhora tinha tido uma doença ou um acidente e que tinha ficado assim. Ele quis saber se tinha doido e eu tive de reponder que sim e aproveitei a oportunidade para lhe dizer que era por isso que eu lhe dizia para ter cuidado com algumas coisas que fazia, com medo de ele se puder magoar e que às vezes até podia ser grave. Quis saber se a senhora estava triste por ser assim.... Bem, disse-lhe que não, que as pessoas aprendem a viver assim, de maneira diferente. Ai, ai, que perguntas dificeis! Não sei se lhe respondi bem, são sempre inesperadas este tipo de perguntas, pois nunca sabemos quando lá vem, mas queria que ele percebesse que à pessoas diferentes mas que isso não faz mal nem faz delas pessoas mais infelizes ou menos boas, espero ter transmitido bem a mensagem.
 
 
 

Sempre adorei ler. Lembro-me de mim bem pequena, ainda sem saber ler nem escrever, a pegar num livro e a tentar contar as histórias, baseada nas imagens que lá via desenhadas e de cada vez imaginava algo de novo, de diferente, que desafiava a minha imaginação de todas as maneiras e feitos. Também me lembro de ter pouco dinheiro e ter um livro novo era uma raridade, como tal lia os poucos que tinha vezes sem conta, até os saber quase de cor e salteado. Depois descobri as bibliotecas sobre rodas da Gulbenkien e para mim era o máximo poder ler livros por tão pouco. Recordo as tardes de sol passadas na Feira do Livro, em que mesmo que só comprasse 1 ou 2 livros me sentia feliz por estar rodeada por eles, por os poder sentir e cheirar (o cheiro do livro novo é tão agradável...).

 

É uma paixão, reconheço, é um vicio, não sei viver sem livros, não sei viver sem ler. Tenho livros por todo o lado, na casa de banho, no carro. Desde que o Dinis nasceu, tornou-se mais dificil ler um livro em paz e sossego. Todo o tempo disponivel é para ele. Eu era daquelas pessoas que ia 15 dias de férias e levava um livro para cada dia. Não podia correr o risco de ter terminado um e não ter outro para iniciar. Agora é mais complicado mas a paixão mantém-se. Estou sempre a ler mais do que um ao mesmo tempo, por os ter espalhados por vários sitios e por vezes também os termino ao mesmo tempo. Este foi-me emprestado pelo meu chefe, ainda antes das férias de verão em Agosto e só agora o terminei:

 

E gostei. É diferente do que leio habitualmente (apesar de eu gostar de todos os géneros, gosto muito dos de suspence e aventura) mas achei piada à descrição das viagem que o Muiguel Sousa Tavares fez, até porque como o conheçemos da tv, ligamos perfeitamente o tipo de descrições que já ao tipo de pessoa que ele parece ser. Recomendo.

 

 Acabei também este que é um estilo completamente diferente, mais na linha que está na moda, de suspence baseado em factos históricos mais ou menos veridicos (tipo Código Da Vinci):

  

Também gostei e no fim mal podia esperar para saber como tudo ia terminar. É este tipo de livros que gosto, que me prendem até quase à ultima folha, apesar de por vezes me desiludirem com os finais. Tem sugestões de livros deste género?

 

Não sei se se lembram que tinha comprado este livro na ultima Feira do Livro que houve em Lisboa:

Também gostei, é um romance levezinho que de lê sem problemas e sem nos preocuparmos muito. Sabe bem uma leitura deste género, para se ler sem ter de pensar muito. Depois descobri que uma amiga minha tinha estes 2:

 

 

 

E este ultimo é aquele que vou começar se calhar ainda hoje.

 

OK, conclusão, gosto de quase tudo o que leio... Sim, é verdade, mas houve alguns livros que não consegui ler. Lembro-me do Memorial do Convento do José Saramago que li até ao fim mas com muita dificuldade, não fiquei com vontade de ler mais nada do dito senhor. E també o Senhor dos Anéis, que adoro o filme e achei os livros chatos de morte...Desculpem-me os fãs desdes livros, mas não podemos gostar todos do mesmo, certo?

 

 

publicado por era1xeu às 00:46

link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|

.Nome baby

Wizard Animation

.A minha familia

Pyzam Family Sticker Toy
Get your own Family Sticker Maker & MySpace Layouts.

.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O 1º livro da escola do D...

. Natação e livros