.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O nosso fim de semana

. Preparativos para a festa

. Mais um corte de cabelo

. Natação e livros

. 1º Encontro do Grupo de A...

. Natação

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.Prémio que ganhei

.Contador

visitas

.Relógio

blogs SAPO

.subscrever feeds

.My Baby

Lilypie 5th Birthday Ticker

.Adopção

Lilypie Waiting to adopt Ticker
Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

O nosso fim de semana

Com algum atraso, por falta de tempo, venho contar-vos que o nosso fim de semana foi..... calmo! Sim, para variar foi um fim de semana assim mais para o caseiro.

 

No sábado ficamos em casa todo o dia, o que me deu imenso jeito para fazer algumas arrumações, principalmente ao nivel das roupas do JD. Dou muita coisa e tenho 3 destinos diferentes para a roupa que deixa de servir ao meu menino, mas algumas coisas vou guardando com esperança de ainda virem a ser de novo utilizadas. Mas a quantidade de caixotes já era muito grande e tive de fazer nova escolha, até porque uma prima minha que tem um menino de 5 anos, me presenteou com sacos e sacos de roupa do filhote dela, o que é optimo. Não tenho problemas com isso e tudo bem lavadinho não há problema nenhum em se usar. Ao fim do dia fomos às compras e acabamos por jantar no centro comercial, coisa que o JD adora, bem como andar no carrinho das compras e escolher também algumas coisas para ele.

 

E vai dai apaixonou-se por uma coisa que não queria largar mais: a máquina fotográfica do Noddy! Tive uma conversa com ele e acabou por a deixar lá, com a promessa de que a terá como prenda de aniversário. mas a que eu queria mesmo oferecer era uma que é da Fisher-Price e que no Natal foi muito divulgada. Custava entre 64 e 68 euros, dependendo do local da compra. A do Noddy custava 79,00 €, só porque tem o boneco, já é normal...

 

Lá fui eu à procura.... No Toys disseram-me logo que estava esgotada desde o Natal. Encontrei no Continente por 89,00 €!!!!!!! Pois, leram bem, mas que roubalheira! Fiquei danada e sinceramente, acho que não é normal dar tanto dinheiro por um brinquedo para uma criança. Chamem-me sovina mas é o que eu acho. se alguém souber onde encontro estas máquinas mais baratas, por favor, digam-me.

Domingo fomos almoçar a casa dos avós e depois como estava um lindo dia de sol, fomos até um parque para o JD correr, saltar e apanhar um pouco de ar mais ou menos puro.

Apesar de não ter levado bola para jogar nem triciclo para pedalar, por ter sido um passeio não planeado, ele divertiu-se na mesma, sempre aos saltos e pulos de um lado para o outro (e eu a trás dele, a correr ou a galope, para não o perder de vista).

Tem ar de quem se estava a divertir, não tem? Claro que o regresso a casa foi a dormir, que isto de muita actividade também cansa!

Será que alguém adivinha onde estivemos????

 

AS MINHAS ANÁLISES

Pelo facto de no ultimo tratamento de infertilidade que fiz em Julho o meu periodo ter vindo muito mais cedo do que o normal e a minha médica achar que o meu sangue coagulava mais rapidamente que o normal, fui fazer umas análises ao Instituto Dr. Ricardo Jorge. Fui faze-las em finais de Outubro e as mais simples já estavam prontas à algum tempo e eu já as tinha ido levantar. Todos os resultados estavam dentro dos parâmetros normais, excepto uma delas, que tem valor positivo e muito acima do esperado, como tal esperava ansiosamente pelas restantes análises para poder ir à minha médica mostra-las e planear que fazer com os meus 2 congeladitos. Finalmente e após 3 meses de espera (contra o mês e meio prometido) ontem tinha a carta no correio a dizer que os resultados já tinham seguido para a minha médica e já tenho consulta marcada para dia 7 de Fevereiro. O que eu sinto? Nem sei, um misto de ansiedade e receio. Ansiedade porque o sonho de ser mãe de novo ainda não desaparaceu, mas por outro lado as hipoteses dos meus 2 congeladitos sobreviverem à descongelação e serem transferidos são e salvos é um pouco baixa. E claro, para variar nada garante que eles cá fiquem. OK, não vale a pena sofrer por antecipação, vamos aguardar serenamente pela consulta e depois conto novidades.

 

PARABÉNS RAFAEL

Queria deixar aqui um beijinho especial pelo 3º aniversário do Rafael, o anjo da mamã Liliana, que comemorou esta data feliz no dia 21 deste mês. A mamã Liliana não tem blog mas é uma assidua frequentadora do meu, por isso aqui lhe deixo um miminho especial, apesar de atrasado.

 

E AS PERGUNTAS CONTINUAM.....

- Mãe, eu estive dentro da tua barriga e sai cá para fora pelo umbigo?

- Foi sim, filho (acho que não tem mal dizer que sim, se eu lhe digo por onde foi, vai querer ver... 

- Mas o teu umbigo é pequenino, como é que eu sai por lá????  Espera, já sei, o umbigo esticou, esticou e esticou e eu fiquei pequenino, pequenino, pequenino, foi assim?

- Foi mais ou menos assim...

- Mas o teu umbigo não tem ar de ter esticado muito, podes fazer agora????

- (......) Não filho, só quando se tem bebés dentro da barriga, para eles sairem, não é quando se quer!

 

- Mãe, porque é que as meninas tem pipi e os meninos pilinha?

- É para fazerem xi-xi.

- Mas porque é que as meninas tem uma coisa e os meninos outra?

- Porque são diferentes..... (ai, ai, ai, como me safo desta????)

- Mas não podiam ser iguais???

- Pois podiam mas não são, a mamã qualquer dia explica melhor, olha, a que queres ir brincar????? (bem, não foi uma saida muito airosa, mas na altura não me ocorreu nada de jeito para lhe responder.....)

publicado por era1xeu às 23:47

link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
|
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

Preparativos para a festa

O tempo passa a correr e neste momentos encontro-me nos preparativos para a festa do 3º aniversário do meu menino. Parece que foi ontem que eu queria tanto, tanto engravidar e ele já vai fazer 3 aninhos..... Mas eu vinha mesmo falar-vos dos pormenores da festa. O tema escolhido foi este:



Pois é, o meu filho anda mesmo numa fase de carros e adorou o carro com botões do McQueen que recebeu no Natal, por isso este é o tema da festa de aniversário deste ano, que achas?

Os convites já estão feito e na minha lista estão 59 pessoas. Mas infelizmente o aniversário dele este ano calha no domingo de Carnaval e por isso vou ter algumas baixas. Neste momento tenho 20 confirmações e 15 desistências mas tenho esperança que os indecisos ainda resolvam ou possam ir, pois adoro ter a casa cheia de gente! Já me disseram que o melhor era fazer a festa um fim de semana depois, porque assim quase toda a gente vinha, mas como ele faz anos no domingo, tem piada fazer a comemoração nesse mesmo dia, não vos parece? De qualquer maneira sem duvida que ele se vai divertir, com muita ou pouca gente, pois basta eu falar na festa, que ele pergunta logo se vai ser hoje e fica todo triste quando eu digo que não é ainda.....
E agora é gastar dinheiro em pratos, copos, toalhas, enfeites, bolo, prendinhas para os convidados e uma pinhata. Sim, vai ter uma pinhata, pois tenho ido a aniversários em que estas estão presentes e é o máximo os miudos (e alguns graudos) a tentar parti-la. Acho que vai ser divertido!

NATAÇÃO
A natação esta semana foi um pouco diferente pois o Dinis teve uma companheira de aventuras. É uma menina um pouco mais nova que ele mas a competição é sempre saudável, quando equilibrada. Por isso o JD até parecia outro menino, a dar montes de mergulhos e a tentar fazer as mesmas coisas que a outra menina! Como ela era mais pequenina acabava por se aventurar mais pois tinha ainda a inconsciência do que poderia acontecer que o JD tinha à uns tempos atrás mas que agora desapareceu por ele já saber exactamente o que vai acontecer e que nem sempre lhe agrada (como a água na cara). Mas foi divertido ve-lo a lançar charme à menina e a tentar fazer mais e melhor que ela.
Por outro lado também foi uma aventura o facto de termos ido para a piscina dos grandes, porque a das crianças estava fechada. Não sei porquê, se seria pela tempertura da água ou por algum acidente com outra criança, mas como o JD anda sempre de mão dada comigo ou na boia, não fez mal nenhum e ele até se achou um menino muito crescido.
(OK, a foto é repetida mas prometo que em breve ponho fotos dele na piscina com o seu fato de surfista)

SAIDAS DO DINIS
- Mamã, doi-me a perna, doi muito - diz o meu menino a choramingar.
- Vem cá que a mãe dá-te uma massagem com creme e já vai passar. Sabes porque te doiem as pernas?
- Porquê?
- Porque estás a crescer.
- Ah, então vou crescer, crescer e depois já posso chegar ao arnário alto e escolher se quero comer bolachas, se quero comer chocolate ou se quero comer gomas....
(pois, o objectivo de vida do meu filho neste momento é chegar ao armário onde eu escondo os doces e que fica fora do alcançe dele, mesmo com uma cadeira a ajudar...)
(comprei-lhe uma colecção de livros que tem um livro por letra do alfabeto e tem uns cartões com imagens de objectos ou situações que começam com as letras em causa. Ele já conhece quase todos excepto os mais dificeis tipo Universo ou Oasis. Eis os nomes que ele deu a alguns cartões e deixo-vos para adivinharem o que ele quer dizer...)
- Ouriço-piqueiro
- Casa de pele
E para quem quer saber como me safei à ultima pergunta dificil que coloquei aqui no ultimo post, depois de alguns segundos a pensar que dizer e de ter os olhos dele pregados em mim a aguardar resposta, lá lhe expliquei que os crescidos podem andar de mão dada uns com os outros ou não, não é preciso fazerem-no para gostarem uns dos outros, basta olhar em volta na rua e ver que muitas pessoas vão juntas a passear e a conversar e não vão de mãos dadas. Parece que o satisfez esta resposta, ufa, mais uma de que me safei!
Beijocas e bom fim de semana




publicado por era1xeu às 17:18

link do post | comentar | ver comentários (34) | favorito
|
Domingo, 13 de Janeiro de 2008

Mais um corte de cabelo

Na 6ª feira e porque o JD já quase não via nada tal era o tamanho da franja a tapar-lhe os olhos, fomos cortar o cabelo. E lá fomos de novo ao Baetas & Companhia. E como é habitual ele portou-se muito, muito bem e gostei do corte. Mas acho que para a proxima vez vou mudar de sitio. Para quem lá vai tantas vezes, acho que merecia algo um pouco mais simpático do que aquele ar que as pessoas fazem quando nos veêm pela 1ª vez. Não sou pessoa de querer tapete vermelho nem fanfarra de musica, mas um olhar e um comentário mais simpático também não custava nada. Logo vejo quando ele precisar de novo corte, onde me apetece ir. Mas aqui fica o resultado:

Vendo bem, bem a foto, até está franja um pouco torta, mas eu acho-o um doce de qualquer maneira...

Olhem só a posse do meu modelo fotográfico! Qualquer dia tenho de o por a render...

 

Algumas saidas do Dinis que eu acho dignas de registo:

 

(ao fim de 500.000 mil perguntas...)

- Mãe, por que é que vamos por aqui?

- Porque sim!

- Porque sim não é resposta! (é o que eu lhe digo sempre que ele me responde a um pergunta com o irritante "porque sim".... bem feita, esta eu mereci!)

(ontem quando estavamos os 2 deitados para dormir e o papá nos veio dar um beijo de boa noite)

- Mamã, quando for mais velho, muito grande, muito grande, também quero ser papá!

(e eu também quero que o sejas, meu amor, já me estou a imaginar vóvó babadissima!!!)

(vamos na rua, o meu marido e um amigo a conversar um pouco mais à frente e eu e o JD um pouco mais atrás)

- Mamã, porque é que eu tenho de ir de mão dada contigo, já sou um menino crescido.

- Lá por seres um menino crescido não quer dizer que não possar ir de mão dada comigo. As pessoas crescidas que gostam umas das outras podem ir de mão dada, como o papá e a mamá fazem às vezes.

- E porque é que o papá não vai de não dada com o E. ? Eles não gostam um do outro?

(????????? Ok, e vocês, o que respondiam a esta pergunta????) 

publicado por era1xeu às 18:48

link do post | comentar | ver comentários (31) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Natação e livros

Depois de muito pensar e ponderar o que fazer acerca da natação do filhote, resolvi seguir a sugestão da Maria, mamã do David. Ela disse-me que para que o filhote não apanhasse frio lhe tinha comprado um fato termico, daqueles dos surfistas, pois o filhote dela também tinha muito frio quando estava na natação, por estar algum tempo fora de água. Achei que devia tentar e ontem comprei-lhe este fato duma loja Decathlon:
O JD adorou, vejam só a pose dele para a foto.... E eu confesso que também achei que ele ficava o máximo, mesmo com ar de surfista, só a faltar-lhe a prancha. Mas o importante era que resultasse e lá fomos nós a correr hoje à tarde para a natação. O Dinis não parava de falar no assunto e de manhã nem queria ir para a escola, para ir logo para a piscina. Quando entramos no recinto da piscina toda a gente ficou a olhar para nós com aquele ar de "Que coisa mais estranha..." . O professor disse logo que realmente resultava para proteger do frio mas que não dava muito jeito para a natação pois os miudos desequilibravam-se mais e nunca iam ao fundo, pois o fato faz com que fiquem a boiar. OK, percebi que ele não achou muita piada mas azar dele! O que interessa é que o Dinis nunca disse que teve frio (só quando meteu o pézito na agua pela 1ª vez) e até achei que lhe deu mais confiança, pois senti-se mais seguro e pessoalmente até o achei mais equilibrado na piscina. Também optei por não lhe dar banho no balneário, pois como é ao fim do dia, regressamos logo a casa e tomamos banho os 2 na nossa querida banheira. Parece-me que correu bem, vamos ver se resulta mesmo, pois ele adora a natação e eu também, por isso fazia pena tira-lo de lá. Obrigada mamã Maria, pela sugestão fantástica. 
 
Na piscina estava uma senhora que só tinha uma perna. Confesso que quando entrei nem reparei nesse pormenor (sou tão pouco observadora, ao contrário do meu marido e do meu filho...) mas quando passei por ela a senhora pediu-me de eu a ajudarva a chegar até à beira da piscina, pois não tinha onde se agarrar e tinha medo de escorregar. Ajudei-a prontamente e ou por coincidência ou não, quando saimos a senhora pediu de novo auxilio. O Dinis fartou-se de fazer perguntas no balneário acerca do porquê da senhora não ter o pé nem a perna. Eu expliquei-lhe que a senhora tinha tido uma doença ou um acidente e que tinha ficado assim. Ele quis saber se tinha doido e eu tive de reponder que sim e aproveitei a oportunidade para lhe dizer que era por isso que eu lhe dizia para ter cuidado com algumas coisas que fazia, com medo de ele se puder magoar e que às vezes até podia ser grave. Quis saber se a senhora estava triste por ser assim.... Bem, disse-lhe que não, que as pessoas aprendem a viver assim, de maneira diferente. Ai, ai, que perguntas dificeis! Não sei se lhe respondi bem, são sempre inesperadas este tipo de perguntas, pois nunca sabemos quando lá vem, mas queria que ele percebesse que à pessoas diferentes mas que isso não faz mal nem faz delas pessoas mais infelizes ou menos boas, espero ter transmitido bem a mensagem.
 
 
 

Sempre adorei ler. Lembro-me de mim bem pequena, ainda sem saber ler nem escrever, a pegar num livro e a tentar contar as histórias, baseada nas imagens que lá via desenhadas e de cada vez imaginava algo de novo, de diferente, que desafiava a minha imaginação de todas as maneiras e feitos. Também me lembro de ter pouco dinheiro e ter um livro novo era uma raridade, como tal lia os poucos que tinha vezes sem conta, até os saber quase de cor e salteado. Depois descobri as bibliotecas sobre rodas da Gulbenkien e para mim era o máximo poder ler livros por tão pouco. Recordo as tardes de sol passadas na Feira do Livro, em que mesmo que só comprasse 1 ou 2 livros me sentia feliz por estar rodeada por eles, por os poder sentir e cheirar (o cheiro do livro novo é tão agradável...).

 

É uma paixão, reconheço, é um vicio, não sei viver sem livros, não sei viver sem ler. Tenho livros por todo o lado, na casa de banho, no carro. Desde que o Dinis nasceu, tornou-se mais dificil ler um livro em paz e sossego. Todo o tempo disponivel é para ele. Eu era daquelas pessoas que ia 15 dias de férias e levava um livro para cada dia. Não podia correr o risco de ter terminado um e não ter outro para iniciar. Agora é mais complicado mas a paixão mantém-se. Estou sempre a ler mais do que um ao mesmo tempo, por os ter espalhados por vários sitios e por vezes também os termino ao mesmo tempo. Este foi-me emprestado pelo meu chefe, ainda antes das férias de verão em Agosto e só agora o terminei:

 

E gostei. É diferente do que leio habitualmente (apesar de eu gostar de todos os géneros, gosto muito dos de suspence e aventura) mas achei piada à descrição das viagem que o Muiguel Sousa Tavares fez, até porque como o conheçemos da tv, ligamos perfeitamente o tipo de descrições que já ao tipo de pessoa que ele parece ser. Recomendo.

 

 Acabei também este que é um estilo completamente diferente, mais na linha que está na moda, de suspence baseado em factos históricos mais ou menos veridicos (tipo Código Da Vinci):

  

Também gostei e no fim mal podia esperar para saber como tudo ia terminar. É este tipo de livros que gosto, que me prendem até quase à ultima folha, apesar de por vezes me desiludirem com os finais. Tem sugestões de livros deste género?

 

Não sei se se lembram que tinha comprado este livro na ultima Feira do Livro que houve em Lisboa:

Também gostei, é um romance levezinho que de lê sem problemas e sem nos preocuparmos muito. Sabe bem uma leitura deste género, para se ler sem ter de pensar muito. Depois descobri que uma amiga minha tinha estes 2:

 

 

 

E este ultimo é aquele que vou começar se calhar ainda hoje.

 

OK, conclusão, gosto de quase tudo o que leio... Sim, é verdade, mas houve alguns livros que não consegui ler. Lembro-me do Memorial do Convento do José Saramago que li até ao fim mas com muita dificuldade, não fiquei com vontade de ler mais nada do dito senhor. E també o Senhor dos Anéis, que adoro o filme e achei os livros chatos de morte...Desculpem-me os fãs desdes livros, mas não podemos gostar todos do mesmo, certo?

 

 

publicado por era1xeu às 00:46

link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

1º Encontro do Grupo de Apoio da API em Lisboa

Para algumas pessoas compreenderem o titulo deste post, vou ter de contar uma história que é minha mas provavelmente com a qual se vão identificar muitas pessoas que me visitam.

 

Logo após ter casado, quis engravidar, pois sempre sonhei com uma familia grande e tanto eu como o meu marido somos filhos unicos. As dificuldades foram muitas e não vale a pena estar a cansar-vos com elas, pois a maior parte da pessoas já as conhece, mas no longo caminho de infertilidade que percorri durante 8 anos, senti-me sempre sozinha e abandonada, como se fosse a unica pessoa com este problema, apesar de saber que somos muitos e muitos. Que me perdoem se vou melindrar alguém, mas eu nunca tive problemas em assumir que tinha dificuldades em engravidar só que a maior parte das pessoas esconde esta situação e até nas consultas e tratamentos da especialidade, toda a gente estava de cabeça baixa, parecia que tinha medo de ser conhecida. Não matei ninguém, não roubei ninguém, apenas procurava a realização de um sonho que quase todas as mulheres tem mais cedo ou mais tarde nas suas vidas, que era ser mãe, por isso sempre assumi os meus problemas mas mesmo na minha roda familiar sabia haverem pessoas com os mesmos problemas, que se esquivavam sempre que eu tentava falar no assunto.

 

Já depois de estar gravida, encontrei na internet um forum que abordava o tema, o 1º em Portugal, isto do conhecido Pink & Blue, que está ligado ao tema Bebés no site da Clix. Ai comecei a navegar e a "conhecer" tantas e tantas histórias com as quais me identificava. Faltava-nos uma entidade que nos ajudasse, que nos defendesse, que falasse por nós, pois a união faz a força e uma pessoa sozinha não consegure fazer-se ouvir muito bem. Resolvemos formar uma associação, à qual chamamos API (Associação Portuguesa de Infertilidade) e lá fomos fazer a escritura da sua formação, paga com o dinheiro do nosso bolso, imaginem só! Gosto de fazer parte dela, apesar de sentir que podia fazer mais. Mas a maior parte das pessoas da direcção são da zona Norte do País e eu tenho pouca disponibilidade para andar a correr de um lado para o outro. Também gostava que me pedissem para fazer mais coisas, que exigissem mais de mim.... Enfim, faço o que posso e agora resolvemos fromar Grupos de Apoio espalhados pelo País inteiro, para tentar chegar às pessoas que sofrem de infertilidade e que queiram partilhar as suas experiências, que queriam conversar, rir, chorar, ficar contestes, ficar desiludidas com o que as espera, os preços proibitivos dos tratamentos nas clinicas privadas, os exames e tratamentos pouco simpáticos, as listas de espera longas nos hospitais do estado, a pouca simpatia e sensibilidade demosntrada pelos profissionais de saude (não só nestes casos, claro) a hipotese da adopção, a procura de outras alternativas a ter filhos, enfim, conversar sobre tudo e mais um pouco.

 

Assim, na 6ª feira passada, por volta das 20h 30m tivemos o 1º encontro do Grupo de Apoio de Lisboa.  Já existem grupos de apoio em Braga (o pioneiro) no Algarve e vai iniciar actividade ainda este mês também o de Benavente. Correu muito bem e eramos 11 pessoas que ao fim de um dia e uma semana de trabalho resolvemos mesmo assim encontrarmo-nos e conversar sobre tudo o que nos vais na alma. Eu gostei, senti-me bem. Tenho como parceira nesta iniciativa a Sandra (mamã do Guilherme) que tem uma história de vida muito parecida comigo e que sem duvida é uma companheira de andanças fantástica. Passou de amiga virtual a amiga real e juntas iremos continuar com este nosso grupo que ainda agora nasceu mas que tem muito para dar, com esperança que as pessoas que dele fazem e virão a fazer parte, se sintam bem e possam sair das reuniões um pouco mais leves e com um pouco mais de coragem para continuar esta luta terrivel que nos atormenta. Vamos tentar fazer uma reunião por mês e se alguém estiver interessada em participar pode inscrever-se através do mail

 

galapfertilidade@gmail.com

 

que estaremos de braços abertos para receber e conversar com toda a gente que assim o deseje.

 

Agora noticias do meu menino, pois acho que nunca consigo afixar um post sem falar dele, porque será?

 

Na 6ª feira foi pela 1ª vez ao teatro com os colegas da escolinha. Foram ao Teatro Politeama ver a peça " A Estrela" e confesso que não sei muitos pormenores. O Dinis contou que foi de camioneta porque era muito lomge e a camioneta tinha cintos. A colega M. tirou o cinto e a educadora ralhou. Depois chegaram a uma sala grande e as luzes apagaram-se todas. havia um menino vestido de amarelo que se chamava Pedro e que queria apanhar a estrelinha. Depois veio o soninho e não sei mais nada..... Amanhã vou perguntar mais pormenores à educadora, sempre quero saber como ele se portou. Bem, de certeza, pois é um bom menino.

 

Como hoje é dia de Reis, fizeram na escolinha um coroa para usar e trazerem para casa. Foi ele que pintou a dele e vejam só como ficou gira:

Ficou com uma cara meio estranha porque tentou fazer um sorriso com a boca cheia de bolachas... Mas é o Rei da minha casa e eu acho-o fofo de qualquer maneira (mãe galinha!).

 

Beijocas e boa semana para todos, vamos ver se chove menos que a semana que passou...

publicado por era1xeu às 18:54

link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Novembro de 2007

Natação

Quem apostou que a nossa actividade nova era a natação, ganhou! Foi mesmo isso que iniciamos na 4ª feira e iremos  repetir, sempre que nenhum de nós esteja doente, uma vez por semana.


Para mim vai ser uma correria nesse dia, pois só posso sair do meu emprego depois das 17 horas. Depois disso é enfiar-me no carro, correr até à escola para o ir buscar e voar para a natação. Mas é por uma boa causa, pois acho que lhe vai fazer muito bem.

O JD gostou, às 17h 30m há só mais uma menina que por azar estava doente na 4ª feira mas assim até foi melhor, para ele se habituar sozinho. Chapinhamos, fizemos bolhinhas com a boca (que foi o que ele mais gostou, pois até o repete sempre no banho) e demos alguns mergulhos. Claro que bebeu uns quantos pirulitos, porque ele fechava a boca quando mergulhava, mas quando estava mesmo a entrar na água, dava um grito de alegria e lá vai água!

 

 Eu gostei do espaço e dos balnearios (que são muito limpinhos) mas também a piscina tem pouco mais de um ano, por isso ainda está tudo com muito bom aspecto. Quanto ao professor vamos ver, era simpático mas não me pareceu muito ligado às crianças, dá-me ideia que é professor de natação de todas as idades, mas o JD gostou dele e já faziam grandes conversas os 2 e no fundo isso é o mais importante, a empatia com o meu filhote, até porque não quero que ele seja campião de natação, apenas quero que perca um pouco o receio da água na cara (que o inpede de grandes brincadeira junto a ela) e faça uma actividade desportiva, que é algo bom para o corpo e mente. Veja só como é a piscina:

Nós andamos na piscina que fica do lado esquerod da foto, que tem no minimo 70 cm de profundidade, dá bem para o JD andar em pé sem problemas e ele fez isso durante bastante tempo, tinha era de me ter por perto.

Fotos nossas na piscina é que não tenho pois como devem imaginar, não podia ir para lá com a máquina atrás e o meu marido andava for em serviço e chegou mesmo no fim, quando nós estavamos já a sair da piscina, mas fica prometido uma nova tentativa de fotos para a proxima aula. Vamos ver se será para a semana, pois o Dinis esta noite tossiu muito e eu já ataquei com xarope e aerossois, para ver se não avança muito. O tempo a arrefecer não ajuda mas é tempo dele e Natal sem frio nem é Natal. De qualquer maneira fica aqui uma foto nossa nas férias, foi assim mais ou menos, só que a piscina é coberta, não estava calor, eu tinha fato de banho e estamos os 2 de touca na cabeça, conseguem imaginar???

 


* Soltas do JD 

 

Fomos às compras de Natal e comprei uma caixa da maquilhagem muito gira para uma priminha de 12 anos. Pergunta do meu menino:

- Mãe, para que serve isto?

- É para pintar os olhos e os lábios da prima M.

- E eu posso pintar-me também?

- Não filho, estas pinturas são só para meninas e tu és um menino.

- Mãe, e porque é que tu não te pintas, tu não és uma menina?

- Sou sim, mas nem todas as meninas se pintam.

- Mas tu és uma menina e por isso devias pintar-te....

(será que ele quer dizer que se eu me pintar ficava mais bonita???? Ou será que não sou uma menina por não me pintar????)

 

 

 - Mãe, a avó Ju não se queima?

- Porque é que perguntas isso, filho?

- A avó Ju está no céu...

- Sim.

- O sol está no céu...

- Pois está.

- E o sol é quente...

- É sim...

- Então se a avó Ju está no céu e o sol também e é quente, porque é que ela não se queima?

- Porque a avó Ju está num sitio do céu, ao pé do Jesus, onde o sol não queima.

- E porque é que ela foi para ao pé do Jesus?

- Porque ela era muito boazinha e querida e o Jesus estava muito sozinho e precisave de pessoas como a avó Ju ao pé dele para lhe fazerem companhia.

- E ela tem carro no céu?

- Não, porquê?

- Então como é que ela vai de um lado para o outro?

- Vai numa nuvem!

- Hummmm...

(estas perguntas matam-me, não sei bem o que lhe hei-de responde e ainda não estava preparada para que começassem tão cedo... e são a toda a hora, sem parar, quer saber tudo acerca de tudo)

publicado por era1xeu às 11:54

link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
|

.Nome baby

Wizard Animation

.A minha familia

Pyzam Family Sticker Toy
Get your own Family Sticker Maker & MySpace Layouts.

.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O nosso fim de semana

. Preparativos para a festa

. Mais um corte de cabelo

. Natação e livros

. 1º Encontro do Grupo de A...

. Natação