.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.Prémio que ganhei

.Contador

visitas

.Relógio

blogs SAPO

.subscrever feeds

.My Baby

Lilypie 5th Birthday Ticker

.Adopção

Lilypie Waiting to adopt Ticker
Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009

A esperança que morre todos os meses

Gostava que assim não fosse. Mas é. Gostava de conseguir não pensar no assunto, mas é impossivel.

 

Todos os meses tenho sempre esperança que tenha conseguido trabalhar na altura certa, para dar um mano ou uma mana ao Dinis. Mas o maldito acaba sempre por aparecer e a esperança morre ainda quase antes de ter começado. Porque ele anuncia-se sempre uns dias antes, com mau humor, dores de cabeça, barriga e costas e ainda por vezes emjoos e tonturas. Estou numa fase dessas. Em que tudo me irrita, até o facto de as pessoas respirarem junto de mim. Estou sem paciência para o meu filho, que graças a Deus está numa fase boa (até á próxima doença, de vez em quando tenho uns dias de descanso...) com energia para dar e vendar, em que o simples facto de lhe tentar vestir uma roupa depois do banho é motivo para saltos, pulos, alegria e meia hora de muita, muita paciência.

 

Antes do Natal soube que a amiga de uma prima minha, que eu conheço muito bem, estava gravida. Ela teve muitas dificuldades para engravidar a 1ª vez e agora tem um menino de 5 anos, que nasceu devido a tratamentos de infertilidade. Tal como eu, tentou ter o 2º e fez tratamento que sempre tiveram resultado negativo. Desistiu pura e simplesmente de tentar, não por falta de dinheiro, pois felizmente tem, mas porque estavam cansados de ter esperança e de não conseguirem.

 

Fiquei super feliz por eles. Mas agora imaginem o que é toda a gente a dizer-me "vais ver que a seguir és tu" "basta deixares de pensar no assunto e é logo!".

 

Quem tem problemas de infertilidade sabe que estas coisas são as ultimas que queremos ouvir, nada disto nos anima ou nos deixa mais felizes, pelo contrário, temos vontade de gritar que era bom que fosse mas não queremos ouvir estas coisas!

 

E por favor, outra coisa que não quero ouvir é que tenho o meu filho e que devia agarrar-me a isso... Eu sei, o meu filho é a melhor coisa que tenho no mundo e faz-me sentir super feliz por ele existir e cada vez mais convencida que ele foi mesmo um milagre.

 

Mas quem tem mais do que um filho sabe que um não tira o lugar ao outro e lá por ter um não qur dizer que não queira ter outro ou ainda mais outro... E não é por isso que deixei de pensar no assunto ou se tormou mais fácil pensar que continuo a não conseguir engravidar quando queria!

 

E hoje nasceu mais um bebé na familia, ainda bem que não são todos como eu....

 

Desculpem o tom cinzento deste post mas há dias assim e o meu blog tambérm serve para contar coisas menos boas. E para animar (a mim, claro) deixo uma foto do fofinho mais lindo do mundo  , que tirou esta foto especialmente para o seu convite da sua festa de aniversário.

 

 

publicado por era1xeu às 12:27

link do post | comentar | favorito
|
39 comentários:
De mar a 15 de Janeiro de 2009 às 11:51
Minha querida, qd se esta em baixo assim nada nos consola é um facto. Mas cada vez mais eu percebo que não há vidas perfeitas, falha sempre alguma coisa, e tudo o que podemos fazer é ir lutando para que seja o melhor possível e dar graças pelo que temos. Sei que sabes que nao estou a falar de cor, e muitas vezes olho para dentre e só me apetece chorar uma semana seguida sem parar... mas não posso, tenho um filho maravilhoso e outro a caminho que me compensam por tudo o resto que perdi ou que nunca tive. No teu caso tens uma familia "completa" e bem sabes que por muito que um outro filho fosse uma felicidade suprema, a vida nunca nos dá tudo o que queremos. Tens muito e dá graças por isso minha linda (eu sei que nao era isto q te apetecia ouvir, tu mesma disseste, querias era festinhas e um ombro para chorar :) mas tens de ser forte, como sempre temos de ser!!) Estou aqui para o que precisares, tb ofereço ombros e posso calar-me se for o melhor a fazer :)))
Um beijo muito grande
De dOcinho a 15 de Janeiro de 2009 às 13:53
Imagino que seha difícil... que seja fácil dar palpites mas duro ouvi-los...
Não te digo nada... apenas que não percas a esperança... nunca se sabe ;o)

Um beijo carinhoso
De mudeidevida a 15 de Janeiro de 2009 às 15:13
Pronto. Para te animar uma bocadito, deixei-te uma coisita no meu estaminé.

Beijinhos
Sandra
De golfinho a 15 de Janeiro de 2009 às 23:32
Minha querida, percebo perfeitamente o que queres dizer! Já sabes (bem demais) que quem está de fora gosta sempre de dar palpites... Essa do " não penses nisso e vais ver" é das que me irrita mais!!!!!

Força amiga...

Um beijinho enorme!

Ps. O JD está lindo, como sempre!
De Anabela a 16 de Janeiro de 2009 às 15:07
Olá!

Antes de mais desculpa a nossa ausência por aqui mas o tempo não estica.
Já li as novidades e vi as fotos.
Desejo que tenhas um 2009 repleto de alegrias e consigas realizar os teus sonhos.
Fazes muito bem em desabafar, os posts nem sempre são cor-de-rosa e por vezes é necessário dizer o que se sente. O desabafo só nos faz bem.
O teu filho está uma graça, que coisa mais linda. Fiquei foi a pensar na pergunta dele "- E mãe, como é que o papá põs a sementinha na tua barriga??????"
Engraçado que não imaginei que esse tipo de perguntas surgia tão cedo. Fiquei a pensar porque não sei como descalçar uma bota dessas.
Tenho um livro que explica o fenómeno sem grandes teatros e de uma forma simples mas ao mesmo tempo pensei eles são tão pequenos será que percebem?
Esse dia irá chegar, ainda me faltam uns anos mas vamos lá ver se me preparo :)


Bjs
De claudia e mada a 18 de Janeiro de 2009 às 00:20
Um beijo muito muito muito grande
De sofia e beatriz a 20 de Janeiro de 2009 às 00:00
Nem sei o que te dizer...mas imagino o que deves sentir :(
Uma Grande Beijoca
De sonhoterumfilho a 20 de Janeiro de 2009 às 16:31
Compreendo-te tão bem amiguita...
Embora ainda não tenha um filho, mas quando perdi as minhas filhas, todos me diziam que agora era fácil, que depois de uma gravidez tudo era mais fácil, e eu a saber perfeitamente que comigo não is ser fácil, depois de tudo o que passei para conseguir aquela gravidez, enfim, as pessoas tentam animar-nos, mas acabam por estragar tudo. E quem tem já um filho, já não terá direito a ter outro? Não merece realizar esse sonho, se tem possibilidade para tal?
Sabes amiga, cada vez me convenço mais que esta sociedade não sabe mesmo o que é sofrer de infertilidade.
Estou aqui sempre que precisares. Não fiques triste...

Um bj cheio de esperança de que ainda sejas uma mamã quarentona, como eu
Susana
De osmilagresacontecem a 21 de Janeiro de 2009 às 10:38
Não consigo imaginar a tua dor… só te posso dizer que desejo MUITO que um dia possas dar um mano ao JD!
Que um raio de sol alegre os teus dias ;o)
Beijos
Tété & Xavier

Comentar post

.Nome baby

Wizard Animation

.A minha familia

Pyzam Family Sticker Toy
Get your own Family Sticker Maker & MySpace Layouts.

.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis