.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.Prémio que ganhei

.Contador

visitas

.Relógio

blogs SAPO

.subscrever feeds

.My Baby

Lilypie 5th Birthday Ticker

.Adopção

Lilypie Waiting to adopt Ticker
Sábado, 20 de Outubro de 2007

Jantar, reunião e agradecimentos

-Vou começar por agradecer os elogios simpáticos que me fizeram. Confesso que me deixaram muito feliz e me fizeram muito bem ao ego. Mas por outro lado fiquei a pensar que através da minha escrita, acabei por dar uma ideia diferente de quem sou. Apesar de todos as rasteiras que a vida me passou, eu sou uma pessoa bem disposta e que tem um aspecto mais jovem do que os 38 anos que em breve vou ter. Penso que o facto de ter tido o meu filho aos 35 anos também me ajudou a rejuvenescer, mas ainda bem que a minha imagem é uma imagem positiva e jovem.

* Jantar de aniversário

Lá fui eu jantar com o meu afilhado que fez 6 anos no dia 16 de Outubro. Foi muito doloroso voltar à casa onde eu cresci, onde vivi momentos tão bons da minha vida (e alguns menos bons) e onde tinha todas as minhas referências da minha familia de infância.

O meu filho, quando se aproximou do prédio disse: "A avó Ju morava aqui....". As lágrimas vieram-me aos olhos, pois não sei muito bem que ideia ele tem da avó, pois quando ela faleceu ele só tinha 18 meses. Mas alguma coisa ficou e quando toquei à campainha do meu afilhado e a porta do prédio se abriu, ele perguntou: " É aqui o céu??" isto porque eu lhe digo que a avó está no céu. Ora se eu lhe digo que ela vive no céu e se vamos ao sitio onde ela viveu (ele ainda não tem a noção de tempo) então deve ser ali o céu... Tive de lhe esplicar um pouco melhor que a avó tinha murado ali antes de ir para o céu e lá veio o pedido do costume: "Quero ir visitar a avó ao céu..."
Mas falemos do meu afilhado. Claro que é uma criança dificil, sem regras e sem educação, mas mesmo antes de ser entregue aos avós, ele já era um pouco assim. Lembro-me de ele fazer disparates, como cuspir para o chão, fazer xi-xi em todo o lado de propósito ou dar pontapés à avó e ela não lhe dizia nada, nem uma repreensão leve. Com oa pais era diferente, ele era outra criança, completamente reprimida, por isso, pobre criança.... Foi retirada aos pais por suspeita de maus tratos. O pai está proibido de o ver e a mãe pode era com ele 1 hora e meia dia sim, dia não. Só de escrever estas coisas me dá um aperto no coração. Gostava de o poder ajudar mais, até podia tentar traze-lo para a minha casa, mas vocês não sabem como são os avós. São daquelas pessoas que conseguem tudo ao jeito dele, que acham que podem comprar toda a gente. E acreditem que conseguem, neste nosso pais isso é possivel, infelizmente. Pode ser que me engane (e espero que sim) mas aquela criança vai ter uma vida dificil e espero pelo menos contribuir para amenizar um pouco as coisas menos boas que lhe possam acontecer.
O JD adorou brincar com ele, iam deitando o restaurante abaixo de tanta correria e brincadeira. Mas na escola, no dia seguinte, a educadora disse que ele tinha cuspido para o chão várias vezes, algo que ele não costuma fazer.... Sabem, desculpem o meu egoismo mas também tenho de pensar no filho que tenho e mas companhias que quero para ele e este meu afilhado não é o melhor dos exemplos para ele seguir. Vou tentar encontrar um ponto de equilibrio em que o ajude mas não exponha o meu filho em demasia.
* Reunião com a educadora
Cheia de curiosidade sobre o que ia ouvir, lá fui ao falar com a educadora do meu filho. Foi uma conversa longa, de quase 2 horas, mas acho que nos entusiasmamos as 2, a trocar experiências e histórias sobre a convivência com o meu menino. A educadora tem um ar sério e rigido mas com os seus meninos derrete-se toda e o Dinis gosta muito dela e fala imenso nela. Ela disse que ele é muito teimoso, quando as coisas não são feitas ao jeito dele, chora ou faz birra e que temos de lhe dizer "não" a certas coisas. Eu expliquei que já fazemos isso, mas ele é muito dificil de demover. E acho que vai para o teatro, faz cada birra que parece que lhe aconteceu uma grande desgraça e depois, de um segundo para o outro, está tudo bem (fiteiro!). Mas claro que também tem coisas boas, e por isso vamos a elas:
- é muito participativo, está sempre na linha da frente dos voluntários;
- gosta muito de ajudar, seja um colega ou as educadoras;
- é muito carinhoso e tem uma maneira de o expressar que conquista toda a gente;
- está numa sala multi-idades (com colegas de 2, 3 e 4 anos) mas está muito bem adaptado a essa situação, pois já precebeu que há actividades para os mais velhos diferentes das dos mais novos;
- come e dorme bem, de uma maneira geral;
- fala muito bem e a educadora disse que ele tem algumas expressões engraçadas como: "Eu acho que...";
- adora a ginástica, está sempre a preguntar quando vai ser;
E pronto, aqui fica em traços gerais o que se falou na reunião. Vim de lá satisfeita, por o meu filho ser uma pessoa feliz e estar bem adaptado;

 

* Trabalho

 

Tenho tido tranto trabalho que tenho dificuldade em visitar os vossos cantinhos e em actualizar o meu blog, pois na empresa não tenho tempo e à noite estou tão cansada que adormeço ao pé do JD e por vezes acordo já muito tarde. Mas vou fazer um esforço porque adoro a blogesfera.

 

Neste momento o meu trabalho é muito gratificante, gosto do que faço, das pessoas com quem trabalho e do reconhecimento dos meus superior acerca do meu esforço e empenho. Ainda ontem fui fazer uma apresentação às 21 horas e cheguei a casa quase às 2 da manhã! O Dinis ficou com oa padrinhos e mal posso esperar para o ir buscar, estou a morrer de saudades.

 

Só por curiosidade, este blog já recebeu 2007 comentários e como estamos em 2007, achei que era uma coincidência engraçada. Obrigada a todos os que nos visitam e deixam o seu simpático comentário

 

Beijocas e bom fim de semana

 

 


publicado por era1xeu às 09:42

link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De María a 20 de Outubro de 2007 às 14:31
:)

Cá estou para deixar um simpático comentário e tentar comentar tudo!

O teu afilhado, pelo que percebi, também não tem muita culpa de ser assim...tadinho, é (supostamente) maltratado pelos pais, é entregue aos avós, que pelos visto lhe fazem as vontades todas, não pode ver o pai e vê a mãe dia sim dia não...haverá melhor forma de baralhar uma criança? Com a idade dele ele sabe que o modelo familiar não é este, pelo que sabe que algo está mal e o mau comportamento serve para chamar a atenção e para que lhe dêem limites. Há quem não acredite nisto, mas eu acredito piamente que as crianças nos pedem limites e daí nos testarem tantas vezes.

Espero que consigas encontrar o equilibrio na vossa relação com ele, porque ele poderia vir a ser como um irmão mais velho para o JD, alguém que lhe ensinaria coisas da vida (boas, claro). Percebo-te quando dizes que não queres a má influência dele ao pé do teu filho, compreendo perfeitamente, porque nos esforçamos a educar ( e não é fácil) e deseducar é tão bem mais fácil e tentador...mas se conseguisses de alguma forma que resultasse, seria enriquecedor para todos.

Quanto à reunião com a educadora, ainda bem que gostas dela e que saíste de lá satisfeita, é tão importante gostarmos e confiarmos em quem está todo o dia com os nossos filhos, não é?

Que bom que tens o privilégio de gostares do que fazes e do ambiente em que trabalhas e que te valorizam, sabes que a grande maioria dos portugueses não está satisfeita com a sua situação profissional, por isso és uma sortuda :)

Bjnhos e até segunda !!!!

De golfinho a 20 de Outubro de 2007 às 20:07
Olá minha querida! Já tinha vindo espreitar várias vezes para ver se havia novidades! O mais importante é estar tudo bem com vocês! E sabes uma coisa? Para além de estares linda, sinto-te feliz! Que bom! Um beijinho enorme!
De Paula a 20 de Outubro de 2007 às 21:55
Este teu post deixou-me com lagrimas nos olhos. Achei uma ternura o teu menino pensar que a casa onde a tua mãe morava é o ceu....
Quanto à educação do teu afilhado eu concordo 100% contigo. Até ha pessoas de quem eu gosto mas que evito relacionar-me porque acho que os filhos não têm educação nenhuma e não me agrada muito que o meu filho se relacione com eles. Não quero com isto dizer que sou perfeita, não antes pelo contrario mas atitudes como bater nos pais, cuspir para as pessoas e para a comida e outras coisas a que ja tenho assistido não agrada muito que sejam repetidas pelo meu filho.
Beijinhos e o resto de um bom fim de semana
De sonhoterumfilho a 20 de Outubro de 2007 às 23:30
Tal mãe, tal filho...Alegre, bem disposto, falador, voluntário, bem comportado...foram principios que lhe transmitistes e que se vêem a olhos vistos e que reconfortam o teu coração e o amor que tens por ele.
Quanto ao teu afilhado, fiquei de coração apertado, realmente as crianças precisam dos pais, eu acho fundamental para manterem as regras e os principios para que eles estejam preparados para enfrentar a vida, mas nem todas as pessoas pensam assim, e depois é assim que muitos seguem maus caminhos, espero que não seja o caso. Compreendo que para ti seja complicado, que por um lado queriras ajudar, mas também não queiras estragar os dois anos de principios que deste ao teu filho, não é facil...
Um bj com muito carinho
Susana
De Liliana a 22 de Outubro de 2007 às 14:43
Fico feliz por parte desses 2007 comentários serem meus ;)))

Bjos Liliana e seu anjo Rafael***
De Lojinha da Pipocas a 22 de Outubro de 2007 às 23:06
2007 comentários?!! Ena tantos!! E todos merecidos! Muitos Parabéns!
Quanto à foto do JD, já sabes, Lindo e Malandreco!!
Quanto ao teu trabalho, fiquei Feliz por estares realizada profissionalmente, é o que transparece!
Beijoquinhas fofinhas para o JD e para a doce Maria!
De Anabela a 23 de Outubro de 2007 às 23:50
2007 comentários???? tantos!!!!
Parabens por isso!
Olha não sei porquê mas a ideia que tenho do teu menino é que ele é uma verdadeira ternurinha. E até a mim me chegaram as lagrimas aos olhos pelo comentário dele sobre a avó.

Bjs

Comentar post

.Nome baby

Wizard Animation

.A minha familia

Pyzam Family Sticker Toy
Get your own Family Sticker Maker & MySpace Layouts.

.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis