.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.Prémio que ganhei

.Contador

visitas

.Relógio

blogs SAPO

.subscrever feeds

.My Baby

Lilypie 5th Birthday Ticker

.Adopção

Lilypie Waiting to adopt Ticker
Segunda-feira, 30 de Julho de 2007

E o resultado final foi....

.... negativo! Como eu já esperava e quase adivinhava. Hoje de manhã, quando fui à casa de banho, o papel higiénico não enganava ninguém. Nunca pensei que fosse tão cedo, a sério, os sintomas estavam todos lá, as dores de cabeça e de barriga, o mau feitio (ainda mais do que o habitual...)  que eu teimava em ignorar. Fiquei parva e a pensar: "Já???". Nem deu para ter esperança, foi tiro e queda. Ao menos poupei no dinheiro da beta, sempre são para ai uns 30 euros, dá para comprar qualquer coisa nos saldos.


Mas não queria deixar de vir aqui contar-vos tudo e agradecer o vosso apoio incondicional, se vocês soubesse o quanto me ajudou.... Infelizmente não é suficiente mudar o final da história. Nada é suficiente. Qual bom presságio de ter feito a transferência no dia do aniversário da minha mãe, mais valia ter ido ao cemitério mesmo. Qual ela estar lá em cima a torcer por mim... E isso serve para quê???? Para nada, para mesmo nada! Desculpem estar azeda mas cada vez me convenço mais que nós morremos e acaba tudo. Bem queremos prender-nos a algo e quando precisamos de ajuda, pensamos que aqueles que amámos e que já partiram, podem fazer algo por nós. Ou que os pensamentos positivos podem fazer alguma coisa. Qual quê, nada serve para nada e tudo é uma questão de sorte, ou de alguém superior a nós que é extremamente sádico e gosta de nos ver sofrer. E atira uma moeda ao ar para ver qual é hoje a vitima. Só que o sorteio está viciado e sai quase sempre aos mesmos!!!!

 

Sinto-me infeliz, triste, com vontade de chorar. Sei que foi o meu ultimo tratamento deste género, pois não tenho forças para mais. Claro que irei buscar os meus 2 congeladitos, não os vou deixar sozinhos e gelados. Mas isso só lá para o ano, quando sentir que tenho forças para passar por esta incerteza toda de novo. E o dinheiro que gastei??? Estou a construir uma casa e 5.000 euros dava para uma bela cozinha ou uma boa quantidade de sanitas. 5.000 euros gastos para quê? Para ter uma mera semana de ilusão? Chega, tou cansada de ter esperança, de chorar, de sofrer, porquê eu, que adoro crianças, que tento tratar toda a gente correctamente, sou honesta, considero-me boa pessoa (gaba-te sesto, que vais à vindima) então porquê, porque não posso ter mais filhos???? Cheguei à conclusão que o meu filho foi mesmo um acaso, calhou, não foi porque o meu organismo finalmente começou a portar-se bem, não, foi simplesmente um dia em que fui bafejada com a tal sorte de que falei antes.. Então de que me queixo? Que quero eu mais? Mais filhos? E que nõa consegue ter nenhum mesmo?????

 

Por outro lado, sinto algum alivio, por poder pegar no meu menino ao colo, sem sentir remorços ou medo de estar a prejudicar os manos que nunca o chegaram a ser. Às vezes digo a brincar, que se todos os projectos de bebés que tive dentro de mim tivessem vingado, teria agora 16 filhos... Tenho 1, lindo, simpático, a luz da minha vida, que mais posso querer da vida? Saude para ele e para mim, para o ver crescer bem e feliz. Por isso vou viver em função desse meu amor, no fundo é já isso que eu faço, ele vem sempre primeiro, tudo o resto é secundário.

 

Haviam de o ver, quando eu lhe dizia que não lhe podia pegar ao colo, porque tinha um doi-doi na barriga. Ele dizia logo: "Vou dar-te uma pica na barriga e ficas logo boa" e lá ia ele buscar a seringa que tem na mala de médico que lhe comprei e que ele adora. Perdeu um pouco o medo do médico à custa dela e foi uma boa compra. Leva-a para todo o lado e além dos utencilios de médico também lá tem várias farramentas, como serrote e martelo. Enfim, se calhar ele tem razão, no fundo serve tudo para o mesmo.


Quando vi hoje de manhã a visita indesejada, fiz questão de ser eu a leva-lo ao colo pela escada abaixo, os 4 lanços de degraus e de o levar até à escolinha, sempre ao colinho, o colinho que lhe neguei indevidamente durante uma semana. E ele, ainda meio a dormir e cansado da praia de ontem, abriu os olhos e perguntou: "Já não tens doi-doi na barriga?" ao que eu respondi: "Não filho, já não tenho..." e como tal ganhei um abraço apertado. Agora vou ter de o compensar, até onde as minhas costas o permitirem, por esta semana de jejum de colinho da mamã. Claro que lhe dava colo sentada mas isso para ele não era suficiente, colinho que se preze tem de ser em pé. E isso eu neguei-lhe duante uma longa semana, estupidamente neguei o colo ao meu filho,  tão real e a precisar do meu carinho, por um sonho estupido e sem fundamento nenhum. Sim, que eu devia saber, pela expreiência anterior, que a sorte nunca me sai ao primeiro jogo, tenho sempre de invertir mais, de jogar mais. E para isso já não tenho forças nem dinheiro. Se fosse pelo estado, se calhar ainda pensava 2 vezes, assim nada a fazer. O dinheiro não estica e seria um perfeito disparate negar certas coisas ao meu filho e ao meu marido em busca de uma utopia.


O que me apetecia fazer agora? Ter a minha mãe comigo, para poder chorar no ombro dela, para poder decarregar a minha mágoa. Mas isso não é possivel.... Ficar muito quieta, longe de tudo e de todos, numa sala onde houvesse uma janela e eu a olhar para o mundo lá fora e à espera que o meu coração sarasse.... Mas isso não é possivel... Poder carregar num botão e  mudar os desfecho desta história toda, para vos poder estar aqui a dar boas noticias... Mas isso não é possivel.

 

Então que me resta? Seguir em frente o meu caminho, olhar para o lado sempre que vir uma grávida nos proximos tempos, para não chorar a raiva que sinto dentro de mim, por não poder ser de novo como ela, amar o meu filho e esborracha-lo de amor e carinho, dar valor às minhas amizadas, que eu sei que estão sempre lá para mim, quer sejam reais ou virtuais e saber que eles vão compreender quando eu não quizer falar no assunto.

Estou agora a escrever com toda a raiva e mágoa possivel e imaginária aqui no meu blog para ver se me sinto melhor, e a partir daqui, isto é um assunto encerrado, faz de conta que não existiu, faz de conta que tinha um cheque de 5.000 euros no bolso e que o perdi, faz de conta que as nódoas negras na barriga foram de um pontapé do Dinis, faz de conta que estou gorda e não inchada, porque como porcarias e não vou poder andar de biquini na praia por essa razão. Não vou mandra sms nem mails às pessoas que tanto apoio me deram porque acho que não sou capaz. Por favor, perdoem-me de não conseguir se tão forte como pensava, como gostava de ser, às vezes tb me vou abaixo, suponho que é normal, que é isso que é ser humana.

 
Mais uma vez vos deixo um beijo do tamanho do mundo, por estarem ai desse lado a apoiar-me, sejam amigas reais ou virtuais, esta é a parte boa de tudo isto, o vosso apoio, o vosso carinho, o vosso ombro amigo para eu me apoiar.

Doi, doi muito, mas vai passar, passa sempre, mais devagar, mais depressa, tudo depende do conceito de tempo, mas passa, tudo passa...

Para finalizar este meu post cinzento, deixo-vos um raio de sol o meu raio de sol, que ilumina a minha vida todos os dias e todas as noite (sim, é um raio de sol que também brilha de noite....). E ontem à tarde, era um raio de sol na praia, para sua total felicidade.

Tinha um post preparado sobre isso, sobre o nosso fim de semana feliz, mas agora já não faz sentido, mas as fotos aqui ficam.

Obrigada




Bjs

 


publicado por era1xeu às 09:58

link do post | comentar | ver comentários (67) | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Julho de 2007

Momentos

Tenho momentos em que acho que tudo vai correr bem e que vem ai o bebé tão desejado para fazer companhia ao meu JD. Como foi o caso do dia de ontem.

Tenho momentos em que acho que está tudo a correr mal, que me doi a cabeça, o que geralmente é um sinal de que o periodo está para breve ou que as dores que sempre tive, desde que fiz a punção, são sinal da chegada proxima do meu inimigo de longa data. Como é o caso do dia de hoje.

De qualquer maneira ainda é muito cedo para se saber o que se vai passar (ou não) nos proximos 9 meses. Mas a ansiedade dá cabo de mim e ainda falta tanto tempo para saber, mais de uma semana para fazer a beta, isto se o periodo não vier entretanto...

O JD continua cheio de tosse, mas praticamente só durante a noite. O que quer dizer que à mais ou menos uma semana que não tenho uma noite de sono decente. Ontem estava de rastos e pedi ao meu marido para tratar do menino esta noite, sempre que ele tivesse tosse e ele assim fez. Consegui recuperar um pouco e hoje já me sinto com mais energia, felizmente, pois ontem só me apetecia dormir em qualquer lado.

Mas já não sei o que hei-de fazer ao meu menino, por causa da tosse. Comprei um purificador de ar e achei que isso estava a ajudar mas desde 6ª feira passada que esta não nos deixa descansar de noite. Não houve alterações no quarto dele que pudessem ter agravado a situação, tipo edredon novo ou bonecos novos ou cortinas novas, não, está tudo igual. O meu marido acha que eu devo mesmo ir fazer as análises que a médica das alergias mandou fazer e que eu nunca mais lhe fiz, por falta de coragem de o ver ser picado, sem garantia de ter solução para o seu problema. sabem como são as alergias, sabe-se a razão mas a cura é complicada. que acham, que devo fazer as análises?

E temos mais um fim de semana pela frente. Amanhã tenho um lanche-ajantarado em casa de uns amigos e domingo, se o tempo bom se mantiver, vou dar um saltinho à praia com o meu menino. Preciso de me distrair, de pensar noutras coisas, de não me preocupar com  nada, até porque não há nada que possa fazer que venha alterar o resultado do meu tratamento, neste momento só posso rezar, pedir ajuda aos meus papás e acreditar que ainda é possivel alcançar o positivo desejado.





sinto-me:
publicado por era1xeu às 16:41

link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
|
Domingo, 22 de Julho de 2007

E 2 projectos de babys estão na barriga da mamã...

.... sim, é isso mesmo, neste momento e desde as 10h 30m da manhã que 2 projectos de babys estão a descansar na barriga da sua mamã. Agora o complicado é convence-los a ficarem cá 9 meses. A transferência não custa nada, é coloca-los no meu utero e nem se dá por nada. Vi a foto deles na tv e tinham muito bom aspecto, um com 5 células e outro com 4, mas segundo a bióloga que tratou deles, de muito boa qualidade. Fiquei contente por isso, até porque nem sempre os meus ovulos são assim tão bons e foi de 1 de boa qualidade que nasceu o meu filho. Mas tenho medo de ficar entusiasmada e depois não resultar em nada, sendo a desilusão maior. Por isso vamos aguardar o mais serenamente que me for possivel até ao dia 6 de Agosto, dia em que, se não me tiver vindo o periodo entretanto, irei fazer uma análise ao sangue, para saber se estou ou não grávida. Vou ficar 2 dias em casa e depois volto ao trabalho, não vale a pena ficar em casa a pensar disparates, por isso vou trabalhar e o que tiver de ser será.

 

Tive mais 2 embriões que evoluiram bem, um com 4 células também e outros mais preguiçoso com 3 células e agora estão congeladinhos, para poderem ser utilizados mais tarde. Tadinhos, cheios de frio, mas a mamã promete que os vai lá buscar um dia destes, está bem?

 

O dia de hoje tem um significado especial para mim e por isso gostei muito que os meus meninos fossem transferidos para a minha barriga hoje. É que se a minha mãe fosse viva, faria 69 anos. Este é o 1º ano em que não comemoro o seu aniversário e por ter feito a transferência, nem umas flores fui por na sua campa. Mas imagino que ela me perdoará e peço muito a ela que me ajude a dar-lhe mais um neto ou uma neta, ficando a promessa de que se for uma menina, terá um dos nomes dela. É algo que ficou logo decidido quando ela faleceu, pois assim iria ouvir o seu nome muitas vezes e se saisse à avô, sem duvida que seria uma pessoa magnifica.

 

De qualquer maneira acabamos por ir no sábado até à terra da minha mãe, para a festarola lá do sitio. Aquilo é organizado pela minha familia e eu ajudo sempre na caixa, a receber o dinheiro e a dar trocos e foi isso que fiz, por isso estive sossegadinha. E valeu a pena, só para ver o meu filho super feliz a dançar e bater palmas ao som da musica pimba que por lá tocava, a correr como um coelho atrás dos outros meninos (ele era o mais novo) a rebolar no chão, ficando todo sujo ao fim de 1 minuto de lhe vestir a roupa lavada. Quando acordava de manhã ou da sesta dizia logo: "Vamos para a festa?" Temos festeiro, sim senhora. Pena termos tido de regressar hoje de manhã, pois a festa ainda era hoje o dia todo, mas foi por uma boa causa. Infelizmente, e se calhar por o tempo estar um pouco fresco à noite, ele hoje de manhã tinha muita tosse e vomitou o leite todo quando ia no carro... Haviam de me ver a desviar-me dos jactos de vómito, para não me sujar. O que vale é que tenho sempre outra roupa à mão. Tadinho, ficou tão aflito e perguntou: "Mamã, o que é isto? É leitinho?" Achei piada a esta pergunta pois ele já vomitou mais vezes, como todas as crianças, mas só desta vez tomou consciência do que era realmente aquilo que estava a sair da sua boca. Foi para casa da madrinha para eu poder fazer a transferencia descansada e ficar deitada hoje o dia todo sem sobresaltos. O pai foi agora busca-lo e já estou a morrer de saudades, quando chegar, vou enche-lo de beijos e mimos. Fiquem bem.

publicado por era1xeu às 22:04

link do post | comentar | ver comentários (47) | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Julho de 2007

A punção já está...

A punção já está e felizmente, não custou muito.

Cheguei à clinica por volta das 7 horas e 30 minutos, fui à casa de banho fazer as minhas necessidades e vestir a batinha do costume, em que se fica com a parte de tras do corpo, muito arejada.... Lá me deitei na marquesa e a minha médica iniciou a aspiração dos ovulos que existiam no meu utero. Como não fiquei a dormir com a anestesia, vi no ecran da máquina de ecografias, os ovulos a serem aspirados. Que coisa mais engraçada, via-se a agulhinha a entrar dentro do ovulo e... puf, lá ia ele, a ciência é mesmo algo fantástico. Para o final começou a doer-me um bocadinho, porque eram os mais pequeninos e acho que estavam muito agarrados ao meu utero, por isso aumentaram a dose de anestesia e lá fiquei eu a dormir, só acordei no recobro e não sei bem como lá fui parar.

3 horas depois estava a comer umas bolachinhas e a beber um chá e pronta para seguir o meu caminho. Tive 9 lindos ovulos, que por esta altura, devem estar a namorar animadamente com os bichinhos do meu marido. Vamos ver o que resulta daqui e amanhã às 14 horas, ligo para a médica, para saber como as coisas estão a correr e se ouver fecundação de algum, qual a data da sua transferência para a barriguinha da mamã, mal posso esperar para ver o que me dizem. Quando tiver mais noticias, venho aqui contar.

Beijos e obrigada pelo vosso apoio.
publicado por era1xeu às 16:42

link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Julho de 2007

Noticias fresquinhas :)

Afinal as coisas não estavam tão más como eu pensava, pelo contrário. De manhã lá fui tirar mais um bocadinho de sangue e às 12 horas liguei para o Centro Ecográfico de Entrecampos, onde ia fazer a eco. Estava atrasado e tinha ainda 5 pessoas à minha frente, por isso só fui para lá por volta das 13h 30m mas só sai de lá por volta das 15h 30m e eu com uma reunião no meu emprego com pessoas das Finanças, estava mesmo a ficar aflita....  E a bexiga cheia????? Isso é o pior, tirem-me sangue, espetem-me agulhas mas obrigar-me a ter a bexiga cheia e não poder esvazia-la, é das piores coisas que me podem fazer! Fico cheia de dores e num desespero tão grande, que só me apetece gritar. Mas por fim lá ouvi chamar o meu nome e arrastei-me, tipo saco cheio de liquido, até à marquesa. Felizmente foi rápida a 1ª parte e pude ir á casa de banho. Depois foi a parte da eco com sonda vaginal, para contar os foliculos e ver como estava o endométrio. Para quem não sabe o endométrio é a "caminha" dos futuros seres que se podem vir a desenvolver na nossa barriga e se não estiver com tamanho de jeito, pode comprometer todo o processo. Mas estava bem e tinha 11 foliculos entre os 14 e 24 mm, o que não é mau para uma velhota como eu e o doctor disse que eram todos muito bonitos, fiquei logo babada...

 

Resumindo e concluindo, a punção ficou marcada para 6ª feira às 8 horas da manhã e se tudo correr bem, ao fim do dia meto-me no carro e vou para a festa da terra da minha mãe. Se me telefonarem a dizer que a transferencia é domingo (antes nunca será) toca a voltar para Lisboa, pois são só 1h e meia de caminho.

 

Estou feliz, era aqui que eu queria chegar para já, a meta final ainda vem longe, mas gosto de dar um passo de cada vez e este já está quase dado. Foi um alivio perceber que afinal estava tudo bem e que o meu organismo só tinha reagido um pouco mais rapido do que seria de prever, rezem por mim, para que 6ª feira a punção corra bem e que não sinta nada, que fique a dormir ou meio pateta o tempo todo.  Já dei a ultima pica às 22 horas de hoje e amanhã é só uma preparação simples, fora com as seringas e as agulhas!!!!

 

Depois de toda esta excitação, fui cortar o cabelo ao meu piolho, que estava com uma cabeleira enorme e com o calor, estava sempre muito suado. Ele porta-se tão bem, deixa cortar o cabelo sem protestar e acha muito giro ver o cabelo cair no chão. Agora, de cabelo curto, parece mesmo um homemzinho pequeno. Aqui vão as fotos do antes e depois

ANTES

 

DEPOIS

 

É engraçado que ele quando corta o cabelo, fica sempre com ele muito mais claro, loirinho mesmo, mas conforme vai crescendo, vai escurecendo.

 

E agora vou responder a mais um desafio, que me foi feito pelas minhas queridas amigas Lojinha da Pipocas, Cláudia, Lena, Ana Luísa, Anuska, Sandra Peixeiro e Vera (mamã da Sara).

 

As regras são:


Cada pessoa escreve sete factos casuais sobre a sua vida.

Depois passa o desafio a outras sete, deixando um comentário no seu blog para que essa pessoa saiba que foi desafiada.


- Os dias mais tristes da minha vida foram os dias em que o meu pai morreu e também aquele em que a minha mãe morreu.... A minha vida foi sempre abalada por estes dois factos, negativamente, claro.


- Os dias mais felizes da minha vida foram o dia do meu casamento, o dia em que soube que estava grávida e o dia do nascimento do meu filho;

 

3º - Gosto do sol na cara, e da chuva miudinha, gosto do cheio a terra molhada, quando caiem as primeiras chuvas, gosto do cheiro das rosas;

 

4º - Adoro filmes e séries, apesar de depois do nascimento do meu filhote, tudo isso ter ficado um pouco para 2º plano, mas de vez em quando lá vou comprando um DVD; agora apetecia-me muito ir ver o filme que vai estrear dos Simpsons, adoro os Simpsons....

 

5º - Gosto muito de viajar mas até ter casado, nunca tinha saído de Portugal; mas a partir dai já conheci a Republica Dominicana, as Ilhas Canárias (Tenerife e Gran Canária), França (adorei Paris e a Eurodisney), a Suiça (Geneve), Sevilha, Isla Canela e a Holanda (Amesterdão) e não quero parar por aqui, quero conhecer o Mundo TODO!!!!

 

6º - Gosto muito de gelados, como gelados em qualquer altura do ano, de todos os sabores e de todas as cores;

 

7º - A minha 8ª maravilha do Mundo é o meu filho, que para mim é a 1ª  :), gosto dele de todas as maneiras, feliz, rabugento, ranhoso, bem disposto, com a birra, amo-o de paixão, mais do que qualquer coisa na vida e agradeço todos os dias a Deus por me ter dado a oportunidade de ter um ser tão maravilhoso na minha vida;

O dificil é escolher 7 pessoas que ainda não tenham sido desafiadas, mas vou tentar, aqui vão os nomes:

* Nádia + Beatriz

* Patricia

* Dina

* Gisela + Sara

* Mar + Raio de Sol

* Mimika + Luisa

* Trenga

 

Obrigada a todas pelas vossas palavras amigas, e sem medo de me repetir, volto a dizer que estas são fundamentais para eu me sentir mais animada.

 

6ª feira dou noticias. Até lá.... 

 

publicado por era1xeu às 23:49

link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Julho de 2007

Hoje foi dia de análises mas....

... mas os resultados não foram os melhores. Quando liguei para a clinica, a enfermeira disse-me que eu tinha de reduzir a dose do Puregon, de 150 para 125 e tinha de fazer novamente análises e ecografia na proxima 4ª feira e não na 6ª feira, como estava planeado. Para quem não saiba, o Puregon serve para estimular os ovários a produzir mais óvulos, pois estes habitualmente só produzem um por mês, o que se torna insuficiente num tratamento deste tipo.

 

Por isso, a resposta do meu organismo só pode querer dizer uma coisa, que estou a fazer uma hiper-estimulação. Isso pode ser bom, se mesmo assim tiver foliculos com bom aspecto, para serem fecundados, ou pode ser mau e querer dizer que o tratamento está a correr mal e em ultimo caso, poderá até ser cancelado.....

 

Nunca esperei que tal me acontecesse, todos os tratamentos que fiz para ter o meu filhote, sempre correram bem, as doses mantiveram-se do principio até ao fim, e acho que me convenci de que iria ser sempre assim, independentemente do resultado final ser positivo ou não.  Será da idade? Mas o que eu pensei foi que seria mais dificil estimular uns ovários mais velhos, será que teve a ver com o facto de já ter tido um filho? Não sei e acho que não terei resposta para estas perguntas, mas vamos aguardar por 4ª feira, amanhã ainda ligo de novo para a clinica, para saber a hora da eco, pois parece que estava tudo cheio, deve ser da fase da lua que está agora.

 

Não me dava jeito nenhum antecipar o tratamento, pois no proximo fim de semana é a festarola da terra da minha mãe e eu e o meu marido já tinhamos tudo combinado para lá ir e ajudar também. Claro que se não formos é por uma boa causa, mas como vou explicar a toda a minha familia em peso porque não posso ir lá? É que eles não sabem o que estou de novo a fazer. Depois dos tratamentos realizados, quer corram bem ou mal, consigo falar deles sem problemas nenhuns, mas durante, não sei bem porquê, prefiro guardar isso para a minha intimidade e só nas ondas do meu blog, aqui na net, eu falo abertamente e sem problemas no assunto.

 

No domingo fui ao cemitério colocar ums flores na campa da minha mãe. Não vou lá tantas vezes como desejaria mas confesso que para mim é um sofrimento terrivel ir  ali e saber que por baixo de toda aquela terra, dentro de uma caixa, está o corpo em decomposição de uma das pessoas que mais amei na vida. Lamento ser morbida, mas é o que sinto. Fico sempre de rastos depois de lá ir mas aproveitei para perdir à minha mãezinha para me ajudar, se ela estiver em algum sitio onde tenha influencia, que me ajude a dar-lhe mais um neto. Ela é a unica a quem posso recorrer. Dos outros tratamentos que fiz para ter o meu filho, sempre rezei muito à Nossa Senhora, para me ajudar, mas desde que a minha mãe morreu, perdi toda a fé e ela e o meu pai são os meus unicos guias. É a eles que procuro forças para seguir em frente, até porque acho que este tratamento mexeu mesmo comigo, ando irritada, sem paciência, sinto desamparada, sozinha e só mesmo o meu filho me dá alento. Não gosto de me sentir assim, mesmo nada, mas por mais que tente, não consigo sentir-me mais animada. Como explicar esta sensação de solidão tão grande? Acho que não a consigo explicar, só mesmo sentindo.

 

Talvez tenha a ver com o facto de que, quando fiz os tratamentos anteriores, a minha mãe era sempre quem estava do meu lado, a apoiar-me, a dar-me força, a ajudar-me a nunca desistir. E agora, quem tenho? Com quem falo? Com quem desabafo? Com as minhas amigas? Eu sei que elas estão lá, mas nem sempre consigo chegar até ao pé delas, tem a sua vida, o seu mundo e eu não gosto de me intrometer, com os meus problemas, com estes meus disparates. O meu marido? Ele é um querido, mas nestas coisas acho que não me ajuda como gostaria. Porque eu acho que gostava que as pessoas adivinhassem o que sinto, mesmo sem abrir a boca, mas isso é só nos filmes, não é?

 

Mas eu sou assim, quem me conhece sabe que eu gosto de ouvir e ajudar os meus amigos e todos os que me procuram mas em relação a mim, falo, falo, falo mas não digo nada de concreto sobre mim. As pessoas sabem isso e respeitam mas às vezes gostava que elas não ligassem ao que eu digo e que só me dessem um abraço e me deixassem chorar um pouco ou dizer o que me vai na alma, mesmo que tudo não mais do que um montes de disparates.

 

Não vou ler esta mensagem de novo, nem para corriguir os possiveios erros, como sempre faço, pois se o fizesse, provavelmente ia apaga-la quase toda, por isso aqui deixo ficar o meu desabafo, o que vai dentro de mim, e acreditem, escreve-lo aqui faz-me sentir muito melhor. Mas não liguem muito, isto são de novos as hormonas a falarem, feitas loucas...

 

Darei noticias 4ª feira, me aguardem!

publicado por era1xeu às 23:30

link do post | comentar | ver comentários (27) | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Julho de 2007

De volta à rotina diária

Pois é, eu e o meu menino estamos de volta à nossa rotina diária. Ontem fomos de novo à médica do centro de saude e ela passou-lhe um papel a dizer que ele estava apto para voltar à creche. Só tenho de continuar a tentar que ele não se coçe muito, o que não é fácil, principalmente nas da barriga, parece-me serem as que o incomodam mais, a esse nivel. Vamos ver com quantas marcas vai ficar, aceitam-se apostas....

 

Hoje quando veio da escola, trazia a sua ficha de avaliação. Fiquei toda babada, a primeira ficha de avaliação do meu menino! Que crescido que está! A ficha divide-se em 4 partes: comportamento social, postura e motricidade, visão e motricidade fina e audição e linguagem. Apenas na primeira parte teve dois itens negativos, o da alimentação e o de usar copo e colher. Eu já tinha falado com a educadora dele e sei que ele é terrivel para comer. Elas querem que eles comam sozinhos, mas ele gosta é de explorar primeiro a comida, de por as mãos na sopa, de mexer na massa, de experimentar em quantas partes de vai partir o peixe, se o esmagar entre os dedos. Se calhar a culpa é minha, em casa eu dou-lhe sempre a sopa e depois deixo-o comer sozinho o 2º prato. Claro que as primeiras garfadas vão bem, a seguir começa a brincar ou a estregar e vai dai eu dou-lhe a comida. Ele come bem mas é preciso ter paciência pois demora sempre muito tempo porque de distrai com tudo e mais alguma coisa. Se calhar devia deixa-lo sujar tudo e demorar o tempo que ele quizesse, mas eu acho que ele ainda é tão pequeno para lhe exigir que coma sozinho, será que estou errada?

 

Mas fiquei contente noutros pontos, como o facto de dizerem que ele já tira sozinho a roupa, ele cá em casa agora quer vestir-se e despir-se sozinho, acho-lhe uma piada, a fazer tentativas para tirar as cuecas ou as calças, em pé, mas sem cair... Também gostei que considerassem que ele já controla bem os esfíncteres, cá em casa tem dias, na semana que passou comigo em casa, pediu sempre para fazer có-có e o xi-xi, teve dias muito bons e outros menos bons, mas penso que estamos a ir no bom caminho, ora vejam:

Ok, não é umas das suas melhores fotos, mas também o apanhei num momento intimo, certo? Ele prefere este redutor da sanita com os degraus ao bacio e até acaba por ter mais autonomia, pois faz o que tem a fazer sozinho, limpa-se e puxa o autocolismo, uma rotina à qual acha muita piada. A ideia de colar autocolantes na porta do roupeiro do quarto dele, sempre que usava a sanita, também correu bem, pois ele ficava entusiasmado por adorar autocolantes e por eu os deixar colar num sitio tão fixe.

E algumas vezes ele nem colou lá nada, por isso volto a dizer, estamos no bom caminho.

 

De resto tudo bem, gosta de livros, de jogos, é sociável, dorme bem a sesta, sobre degraus com apoio (e tudo aquilo para onde possa trepar, parece o Homem-Aranha...), fala muito bem e sabe contar até dezadez (até 10 na perfeição, depois um pouco aldrabado, ah, pois e dezadez é vinte) e conhece todos os nºs, sabe todas as cores,  conheçe algumas letras e sabe montes de canções (sai à mãe, que anda sempre a cantarolar...). É uma criança muito atenta ao mundo que a rodeia e gosta de exporar todo o que está à sua volta, às vezes repara em pormenores que eu nunca me passaria pela cabeça analisar.

 

Por todas estas razões e ainda pelo facto de terem muitas crianças para a creche, a educadora sugeriu que ele transitasse da sala do 1 ano (onde está agora) para a sala dos 3 anos, que é já no jardim de infância. Confesso que tenho sentimentos contraditórios em relação a esta situação. Se por um lado fiquei super orgulhosa por acharem que o meu filho está apto a avançar um pouco mais, por outro lado vai ser um desafio maior e vai exigir bem mais dele, e na vida temos tantas situações em que exigem tanto de nós, que tenho algum receio de ele ser pressionado a ser mais do que na realidade consegue ser.

 

A educadora decansou-me neste sentido, diz que ele precisa constantemente de novos desafios (é verdade...) e que de fosse para a sala dos 2 anos, ia ficar desmotivado, assim irá fazer muito mais actividades e além disso vai ser uma sala multi-idades, ou seja, vão existir grupos dos meninos mais velhos e dos mais novos e irão fazer actividades consoante as suas idades e a capacidade que demonstrem para responder aos desafios. E também gostei de saber que os coleguinhas com que ele brinca mais vão com ele para a sala novo, por isso não se vai sentir totalmente sozinho. Vamos ver como corre, ele é uma criança esperta, mas muito teimoso e que só gosta de fazer o que lhe dá na real gana, precisa e exige muita atenção, mas gosta de brincar com os meninos mais velhos e tenta fazer o que eles fazem. Por isso, ai vem desafio novo para o meu menino e para mim também, a nivel das minhas funções profissionais, só espero que estejamos os dois à altura dos novos desfios.

 

Ah, é verdade, quanto ao meu tratamento, já começei ontem com as novas picas, com uma caneta toda modernaça e 2ª feira vou fazer mais análises, para depois se delinear o plano estratégico, consoante o resultado destas, a ver vamos.. Vamos ver se encontro uma amiga virtual e colega de tratamentos, que também vai à mesma clinica que eu, fazer análises nesse dia, era engraçado.

publicado por era1xeu às 00:04

link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Julho de 2007

Ainda em casa....

Tal como vos tinha dito, continuo em casa com o meu menino. O pior já passou mas os 2 primeiros dias e noites foram complicados, pois ele teve um pouco de febre e estava sempre rabugento e a querer colinho e miminhos. Claro que eu adoro dar-lhe colinho e miminhos, mas as minhas costas já se recentem de andar com 14 quilos ao colo. As pintas foram aparecendo e o dificil é convencer uma criança de 2 anos e 5 meses a não se coçar onde tem comichão. Eu fazia de tudo e mais alguma coisa para o distrair, mas ele ficava irritado por eu não deixar e chorava muito. Confesso que chegava ao fim do dia mais cansada do que estivesse a trabalhar. Mas isso já passou e a maior parte das pintas já tem crosta e está a secar. Acho que 4ª feira, quando for à consulta novamente, a médica lhe vai dar autorização para regressar à sua actividade principal: a escolinha!

 

Querem ver a carinha do meu pintas?

É engraçado que as pintas na cara ficaram quase todas do lado esquerdo, no lado direito tem só 1 na zona do queixo, será sempre assim?

 

Agora tenho de evitar que arranque as crostas, para não ficar com marcas e o mais dificil é evitar que o faça na cara. Uma amiga minha dizia para lhe por luvas... Sim, sim, ele ia mesmo ficar muito quietinho de luvas, nem os sapatos ou meias param nos pés, se possivel era sempre tudo à vontade! Felizmente nas pernas e braços tem poucas, a maioria é na barriga e costas, ora vejam

Bem, pelo menos veêm a parte da frente... Estas fotos foram tiradas depois do banho, antes de o bezuntar com um creme chamado Caladryl e que o deixa todo cor-de rosa. Estes dias tem andado de vermelho, para não se notar as manchas do creme na roupa.

 

Antes do banho, quando já estava assim em pelo, vem ter comigo, com algo na mão e pergunta "Que é isto, mamã?" era uma crosta que tinha arrancado e adivinhem de onde? Da borbulha que tinha entre a pilinha e os tomatinhos!!! Bem, se ai ficar marca, não vai fazer muita diferença, não acham?????

 

Espero poder regressar ao meu emprego 5ª feira, pois esta foi das piores alturas para ficar em casa, pois houve e vai haver mudanças, quer fisicas, que de funções e não é muito bom estar afastada de lá, para não ter surpresas menos boas. O que vale é que o meu chefe não se esquece de mim e volta e meia telefona a pedir para eu fazer qualquer coisa. E isso faz-me sentir mais segura, no lugar onde estou, apesar de me parecer que vem ai um desafio novo e eu adoro um bom desafio profissional.

 

Quanto ao tratamento, fui hoje fazer as primeiras análises e os resultados estavam bons, por isso 4ª feira vou passar a dar mais uma pica na barriga, de manhã, logo pela fresquinha. Vai ser uma pica nova, com uma caneta e tudo, fora com as velhas e antiquadas seringas, mas como eu costumo dizer ao meu marido, eu tenho sempre problemas com as aberturas fáceis, por isso vamos lá a ver como corre.

 

Encontrei na clinica a filha de uma amiga minha, que tal como eu, tem problemas para engravidar mas os dela são ainda mais graves, pois nenhum embrião dele é viável para ser transferido para a sua barriga e tem feito tratamento com técnicas super sufisticadas, o que significa dinheiro, muito dinheiro. Mas mesmo assim, não tem resultado. Sentia triste, cansada, a chegar ao limite das suas forças e senti-me tão sem jeito, eu ali a tentar o meu 2º filho, ela na luta pelo seu 1º e eu fiquei sem saber o que lhe dizer. Desejei-lhe boa sorte e do fundo do coração, é isso que eu desejo a ela e a todas a meninas que estão a tentar engravidar e não conseguem. Por isso deixo também uma mensagem de apoio à Peluxinho (que me aranjou uma seringas e agulhas gordas quando não as encontrava em lado nenhum), que fez hoje a sua punção e que não deve ir ler o meu blog, mas aqui ficam os meus votos de boa sorte para ela. Também à Anuska, que é minha companheira de tratamento quase a par e passo e para ela lhe desejo muitas felicidades e que chegemos todas à meta final, com o objectivo cumprido, de sermos mães.

 

OK, já deu para perceber que a minha moral está de novo mais para cima, eu sou assim, bate-me forte mas passa depressa e para a frente é que é caminho! Obrigada a todas as que se precuparam comigo e com o meu menino doentinho, sem duvida que as vossas mensagens são super importantes para mim, para me fazerem sentir bem melhor.

 

 

publicado por era1xeu às 19:22

link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Julho de 2007

Varicela!!!

Pensava eu que o meu menino tinha escapado ao surto de varicela que ai andava, quando hoje por volta das 10 horas da manhã me telefonaram da creche a dizer que ele estava a começar a ficar com pintas e que devia ser a tão popular varicela. Lá fui eu a correr busca-lo e toca a ir ao centro de saude, pois o pediatra particular não dá consultas às 4ªas feiras.

 

Não temos médico de familia, como muita gente por esse pais fora, como tal tive de mendigar uma consulta para o meu filhote. Esperamos 2 horas e meia mas a médica foi simpática e apesar de estar sobrecarregada de trabalho, lá nos atendeu. Era mesmo varicela e fiquei a saber que para que o seja (pois há muitas doenças com pintas parecidas) tem de ter pintas na cabeça, mesmo no couro cabeluda e também na zona da pilinha ou do pipi, esta eu não sabia.... E lá estavam elas realmente, a olha para nós! Mais 35 euros de remédios na farmácia e uma semana de férias em casa para ele e para mim, claro! Dia 11 vou de novo à consulta com ele e se tudo estiver bem, pode voltar à escola no dia seguinte e eu a trabalhar. Ai, ai, eu sei que são doenças de criança e o melhor é mesmo eles terem-nas enquanto são pequenos, mas custa ve-los sofrer. Não dá febre, pelo menos muita, mas eles ficam incomodados por se querem coçar e não poderem. Este mês acho que vai o meu salário todo para a farmácia, pois ontem fui lá renovar os stocks de medicamento das picas e ficaram quase 600 euros na farmácia. Será que eles tem um cartão cliente que me possam dar?

 

É assim que ele está agora, a descansar.... Por isso eu vos estou a escrever as novidades e ao menos não se coça.

 

 

Também tenho andado um pouco em baixo, nestes ultimos dias, devem ser as hormonas aos pulos, eu não perco a mania de as baralhar, porque não as deixo sossegadinhas, como elas querem estar? Não, toca de as chatear e depois não quero andar assim! Não sei, sinto-me triste, preocupada, infeliz, com medo de o tratamento não resultar, com medo de o tratamento resultar e eu não conseguir dar conta do recado de tratar e criar mais uma criança.... Pareçe-vos disparate?

 

Sempre quis ter muitos filhos, mas quando o JD nasceu, eu tinha a minha mãe para me ajudar e apoiar, quem me vai ajudar se tiver mais filhos? será que estou à altura do recado de tomar conta, brincar, educar, lavar, esfregar e cozinhar para mais pessoas? E se o tratamento não resultar, será que tenho forças para fazer outro? Será que esta é a minha ultima oportunidade? Podem dizer que é maluqueira minha estar a pensar nestas coisas, mas eu sou assim, estou sempre a pensar no amanhã, mas quando lá chego, nada se passa como eu imaginei ou desejei. A minha mãe faz-me tanta falta, para me ouvir, para me aconselhar. Ela era a pessoa em quem eu acreditava, mesmo quando me dizia que o branco era preto, mesmo quando as coisas corriam mal e ela me dava esperança no futuro. E não pensem que ela era daquelas mães que tapava o sol com a peneira, não era não. Era até bastante exigente comigo, o que eu fazia nunca era perfeito ou muito bom e tinha sempre de ser o resultado de um grande esforço. Mas as palavras amigas e de esperança, quando eram ditas, valiam mais que todo o ouro do mundo.

 

Fico a pensar, fico mesmo, se tentar ter outro filho não será uma mera teimosia minha, porque não fico feliz com o que já tenho? Porque tenho de querer sempre mais? Um dia destes comentava com uma tia minha, que o JD tinha dito que uma certa colega tinha uma mana pequenina, ao que eu lhe perguntei se ele queria um mano. Ele disse logo que não. "E uma mana?" - perguntei de novo. Resposta pronta: "Não". Ora bem, e porquê????? Uma testa franzida, olha-me olhos nos olhos e diz: " Poque eu xou pecanino!!!!" Pois, está tudo dito, ele é que é o pequenino da familia e não quer cá mais ninguém! E a minha tia a dizer que ele tinha razão, que um filho é o ideal nos dias de hoje.... será, não sera???? Mas não há volta a dar, o tratamento vai em velocidade de cruzeiro e dia 9 de Julho faço as primeiras análises, para ver se está tudo bem, se estiver, mais picas diárias se juntam às que já dou agora. A punção está prevista para dia 23 de Julho, a minha mãe, se fosse viva, fazia 69 anos no dia 22 de Julho, será um bom sinal?

 

Quem me conheçe pessoalmente sabe que eu sou uma pessoa bem disposta, geralmente positiva ou que pelo menos tenta ver o lado positivo da vida e tentar por de lado as coisas menos boas, mesmo quando são muitas e graves. Mas também eu tenho dias assim, cinzentos, tristes, em que me sinto sozinha, mesmo que esteja no meio da multidão. Em que me sinto tão longe de toda a gente e de tudo e em que me apetece fechar numa conchinha e só sair de lá daqui a muito, muito tempo..... Desculpem, mas hoje tou assim

publicado por era1xeu às 16:56

link do post | comentar | ver comentários (48) | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Julho de 2007

O Meu 1º Festival

Finalmente chegou o tão esperado fim de semana de "O meu 1º Festival"!

 

Na 6ª feira, a minha filhada que tem 8 anos, veio para nossa casa, para podemos ir cedo no sábado para o tão esperado Festival. O final de 6ª feira foi logo muito animado, com um banho dos meus 2 meninos em conjunto e uma terrivel guerra de almofadas no quarto do JD. Às 23 horas, convencio-o a ir dormir na minha cama, para que a minha afilhada ficasse a dormir na ele, mas por volta das 23h 30m, uma vozinha dizia-me ao ouvido:

 

"Madrinha, não consigo dormir, não sei porquê...."

 

Ao que eu perguntei: "queres deitar-te ao pé do JD e dar-me a tua mão?" - e forma 30 segundos entre o tempo em que eu disse isto, em que ela se instalou junto de nós e em que ficou a dormir.

 

Resultado: papá a dormir 2 noites na cama do filhote!

 

Sábado foi dificil acorda-los mas o entusiasmo era muito e lá chegamos por volta das 9 horas da manhã. Mais uma mamã amiga e o seu filhote de 3 anos se juntaram a nós e o bando estava completo.

 

A Leopoldina abriu as hortilidades e todos gostaram imenso.



Aseguir veio o Bob, o Construtor que não teve muita saida para o nosso grupo e como tal, fomos dar umas voltinhas. Passamos no parque infantil mas o JD só falava em ir na roda gigante. E lá formos nós para a fila, à espera da nossa vez. O JD adorou estar lá em cima, a ver tudo. Estava vento e a cabine abanava por todo o lado mas ele não teve medo nenhum e passou o tempo todo do Festival a dizer que queria andar lá de novo. A minha afilhada é que não se deixou convencer, pois ficar lá em cima parada, meteu-lhe algum medo.


Com tudo isto as Doce Mania já tinham começado a cantar e a minha afilhada, unica fã presente desse grupo, disse que não se importava de não ver, porque tinha o CD e ouvia as musicas em casa. Por isso fomos dar uma volta e explorar o recinto da festa. Acabamos nos insufláveis que eram o máximo e todos os miudos gostam muito. Tiramos fotos com o Pocoyo e eu só imaginava os degraçados que estavam dentro dos fatos, com todo o calor que estava...


Mas estava na hora de um dos favoritos dos miudos, o Noddy e lá voltamos ao palco para ver os bonecos a dançar e a cantar e todos gostaram bastante.

 


O JD já tinha fome, apesar das bolachas e batatas fritas que já tinha comido (nestes dias é mesmo assim, comem porcarias a torto e a direito) e por isso toca a beber um biberão de leite com chocolate e cereais, enquanto cantava entre dentes as musicas do Noddy e companhia.

 

O resto do pessoal também estava morto de fome e acabamos por sair um pouco mais cedo para procurar comidinha para acalmar a nossa fome. E fizemos muiot bem, pois assim que acabou o espetáculo, a zona de restauração ficou cheia e não cabia lá nem mais uma pessoa. A comida, claro, era de plástico, cachorros e pizzas, mas deu para aguentar um pouco e tinham uma tenda de fruta já descascada e partida, mesmo a pensar nas crianças.

 

Estavam a começar as Bratz a cantar e eu deixei o resto da malta a comer e fui com a minha filhada vê-las, mas aquilo era só para encher mesmo, durante a hora do almoço, pois eram pessoas reais a cantar e ainda por cima em inglês...

Fomos então pular nos insufláveis, que fazem as delicias da pequenada. A minha amiga acabou por se ir embora, pois o filhote dela estava muito cansado mas nós continuamos de pedra e cal. Tiramos mais fotos com algumas personagens giras.

E estava na hora do ruca, que para mim foi o mais giro deles todos. O JD não aguentou de cansaço e acabou por adormecer. Colocamo-lo num carrinho, que era facultado pela organização do festival e fomos às pinturas faciais. Estivemos 1 hora na fila, mas a minha afilhada estava em pulgas para as fazer e o JD acabou por acordar do seu sono de beleza e também teve direito a uma pintura.

Gatinho giro, certo? Está com este ar pouco feliz pois fez xi-xi na fralda e agora não gosta nada de se sentir molhado.

A lá vamos dar mais umas voltas e tirar fotos com o Sapo (que era tão simples, mas que eles adoraram) com o Todd e o seu cão e com o Harry e o Balde de Dinossauros.


O JD só queria mexer nos bonecos, pois achava-os tão fofinhos. Imagino que ma cabeça dele os seus herois agora sejam muito reais e ainda por cima, simpáticos. Ah, e tiraram fotos em casa do Ruca também.

às 17h 30 viemos embora, mas eles ainda queriam mais, eu é que já não aguentava muito mais, tou velhota e cansada e 8 horas num recinto de festas, a correr de um lado para o outro, com miudos atrás, é a minha dose.

Pensam que eles estavam cansados? Não! Ao jantar o JD ainda fez birra para comer a sopa, mas depois lá acalmou e queria era brincadeira. Adormeceu às 23h e ainda fiquei a conversar com a minha afilhada até às 24 horas, mas acho que já nem sei muito bem o que lhe dizia.

No domingo os meus compadres vieram buscar a minha afilhada e ainda fomos dar uma voltinha e brincar um bocadinho no parque infantil e às 18 horas, cairam os 2 para o lado completamente esgotados. Claro que o meu filhote teve de ser acordado quase às 21 horas e depois para aodrmecer ao final do dia, é que foi pior.

Foi um fim de semana super activo, parece que nem aconteceu e estou muito cansada, mas valeu a pena, considero que o Festival estava bem organizado, as pessoas eram simpáticas (excepto a senhora das farturas, na barraquinha da Fula, que era ranhosa....) e faço minhas as palavras da minha afilhada:

"Quando vai ser o 2º Festival?????"

 

 

publicado por era1xeu às 10:52

link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|

.Nome baby

Wizard Animation

.A minha familia

Pyzam Family Sticker Toy
Get your own Family Sticker Maker & MySpace Layouts.

.links

.subscrever feeds

.posts recentes

. O telefone tocou de novo

. Feliz Ano Novo 2010!!!!

. Feliz Natal!!!!

. Boa Páscoa

. Selinho que ganhei....

. Vou mudar de sitio....

. O electroencefalograma do...

. Desafios

. O telefonema da Segurança...

. A consulta do Dinis